Ampliar imagem | Tamanho original
O projecto nasceu da necessidade de reabilitar uma casa unifamiliar geminada,integrada num bairro económico construído na segunda metade da década de 1950. A sua localização, próxima de um grande parque urbano, tornou-se atrativa para famílias mais jovens. Contudo, face à pequena dimensão e grande compartimentação do interior da casa, impôs-se uma intervenção ao nível do aumento das áreas e da modernização do espaço no que diz respeito ao seu uso. A ampliação do espaço habitável foi então pensada através da redefinição dos compartimentos da casa pré-existente e do aproveitamento do espaço exterior do lote, com a construção de um volume autónomo, que se assume como um novo arquétipo, diferente da casa económica dos anos 50. Funcionalmente, o espaço dos quartos permanece na casa existente, enquanto a nova extensão recebe os espaços sociais. A estratégia do projecto  assentou nesta separação entre as duas construções, enfatizada na linguagem e materialidade que o novo volume assume, numa clara alusão à obra de Mies van der Rohe. Esta construção leve e transparente apresenta-se como um contraponto ao volume compacto de embasamento em pedra e telhado. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar