Ampliar imagem | Tamanho original
Historicamente relegadas à esfera do privado, foi somente a partir do século XX que a mulher passou, de fato, a exercer seu direito à cidade e sua dinâmicas. Até hoje, no entanto, esta apropriação é cerceada. Segundo pesquisa do Instituto Locomotiva deste ano, oito em cada 10 mulheres brasileiras têm medo de andar sozinhas à noite. Além da questão da violência, se colocam como entraves para o pertencimento, circulação e ocupação livre do espaço público pelas mulheres a ausência de políticas que visem contemplar necessidades urgentes do gênero feminino, além de suas identidades e olhares. Neste entendimento, a leitura de livros escritos por mulheres que trazem a temática da cidade como protagonista ou pano de fundo torna-se um exercício fundamental para esta reflexão. A pedido do Portal Aprendiz, o grupo de leitura Leia Mulheres realizou a curadoria de seis obras de autoria feminina que refletem sobre temas como desigualdade social, solidão, pertencimento, urbanismo, entre outros recortes, pois não há cidade educadora sem a presença de mulheres em pé de igualdade no espaço público. Confira: Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar