Ampliar imagem | Tamanho original
A indústria do entretenimento costuma oferecer à arquitetura alguns de seus programas mais inusitados. De parques temáticos que exploram tempos perdidos e mundos ainda não descobertos a Las Vegas, cidade já muito estudada por suas características urbanas particulares e numerosos edifícios de hotéis e cassinos que apresentam, lado a lado, uma infinidade de estilos arquitetônicos. No Brasil não é diferente e o impulso em explorar a economia do entretenimento resultou, em meados do século XX, em um singular edifício em estilo normando-francês, construído na serra do Rio de Janeiro: o Palácio Quitandinha Localizado na Cidade Imperial de Petrópolis - outrora refúgio de verão dos monarcas que residiam na capital fluminense - o hotel cassino Quitandinha foi inaugurado no dia 12 de fevereiro de 1944. A escassez internacional causada pelo calor da Segunda Guerra Mundial não impediu o empresário mineiro Joaquim Rolla de contratar os arquitetos Luis Fossati e Alfredo Baeta Neves para o projeto daquele que se tornaria o maior edifício do gênero na América Latina.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar