O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. 10 Projetos com compensado que mostram as possibilidades deste material tradicional

10 Projetos com compensado que mostram as possibilidades deste material tradicional

10 Projetos com compensado que mostram as possibilidades deste material tradicional
Cortesia de PRODUCE Workshop
Cortesia de PRODUCE Workshop

Vendido em chapas padronizadas de 4 pés de largura desde 1928, o compensado tem sido um coringa na construção convencional por quase um século. Dimensionalmente forte, fácil de cortar, leve e capaz de criar uma barreira eficaz, painéis de compensado, OSB, agregados e MDF são onipresentes, particularmente para uso como material de revestimento em sistemas de construção de estrutura de madeira. Barcos, aviões e até partes de automóveis já foram construídos, historicamente, a partir de compensados, antecedendo (ou substituindo) aço, alumínio e fibra de vidro. Como um material simples capaz de ser manipulado e moldado em uma ampla variedade de formas, a chapa foi também usada em móveis e projetos arquitetônicos por modernistas, incluindo Charles e Ray Eames, Eero Saarinen, Alvar Aalto e Marcel Breuer.

Cortesia de Pablo Esteban Zamorano Cortesia de AREA and Electrotexture Lab © Rien van Rijthoven © Rien van Rijthoven + 27

A instalação TWIST na Timber Expo, Birmingham NEC. Image © Patrick Tanhuanco
A instalação TWIST na Timber Expo, Birmingham NEC. Image © Patrick Tanhuanco

Técnicas de marcenaria baseadas na aderência de finas camadas de madeira remontam ao Egito Antigo, mas as chapas de compensado modernas só tornaram-se viáveis desde meados do século XIX quando Immanuel Nobel (o pai do inventor da dinamite e premiado homônimo Alfred Nobel) inventou o torno rotativo. Esta ferramenta de fresagem processava a madeira bruta em matéria-prima para compensado, descascando toras inteiras em lâminas finas (semelhante a um rolo de papel higiênico sendo puxado de seu tubo de papelão). Até hoje, o compensado é produzido empilhando camadas de lâminas, colando-as e juntando-as em uma prensa, com a orientação das fibras de cada camada rotacionada 90 graus em relação à camada abaixo ou acima dela para obter uma força uniforme nas duas dimensões da chapa. Outras chapas são feitas com partículas de madeira de vários tamanhos e orientação, em vez de lâminas, mas são igualmente coladas e pressionadas juntas.

© Jason Mandella
© Jason Mandella

Hoje, as chapas de madeira são usadas na construção em todas as escalas, mas o material também desenvolveu um estigma como um símbolo visual de deterioração urbana. São comumente usadas para tapar janelas quebradas e portas de casas abandonadas; uma prática que tem sido problematizada com base na estética e prevenção do crime. Em alguns locais, recomenda-se que sejam usadas chapas de plástico transparente, e o estado de Ohio e a cidade de Phoenix, Arizona, proibiram até mesmo o uso de compensado em prédios vazios. No entanto, as tecnologias modernas criaram um novo futuro para chapas de compensado como um material arquitetônico, e os projetistas vem descobrindo novas formas interessantes de construir com esse material.

© Marcin Dondajewski
© Marcin Dondajewski

Durante a maior parte da história de seu uso, o compensado foi comumente empregado como chapas inteiras ou cortadas em porções menores ainda retangulares com serras. No entanto, com a invenção relativamente recente das máquinas CNC e métodos de corte computadorizados semelhantes, tornou-se possível recortar repetidamente folhas de madeira projetada em formas geometricamente perfeitas rigidamente controladas com uma precisão que o corte manual jamais poderia igualar. Isso abriu um mundo de novas maneiras de usar chapas de madeira em projetos, criando possibilidades de transformar o material plano em formas tridimensionais, empilhando folhas como planos paralelos ou costurando-as juntas. As roteadoras CNC também podem transformar chapas de madeira em telas perfuradas ou perfuradas com padrões cuidadosamente projetados, e os projetistas descobriram que cortes estratégicos ou cortes podem permitir que as folhas dobrem e torçam de maneira estável e controlada para criar formas esculpidas e a conveniência de compartilhar Arquivos CAD permitem conceitos de construção de código aberto, como a famosa WikiHouse

Cortesia de AREA and Electrotexture Lab
Cortesia de AREA and Electrotexture Lab

Máquinas CNC também são vitais para a produção da Madeira Laminada Cruzada (MLC). Esses painéis grossos são fundidos a partir de tábuas de madeira maciça, em vez das lâminas finas de compensado, e prometem as capacidades de suporte de carga do concreto armado, mantendo os benefícios de sustentabilidade da madeira natural. Enquanto a MLC, híbridos de madeira e plástico e a promessa de novos produtos revolucionários como madeira transparente podem parecer o futuro dos materiais de construção, os projetos abaixo mostram como abordagens criativas e o uso inventivo da tecnologia moderna possibilitaram as chapas em madeira como um material vital do presente.

Um projeto WikiHouse de 2 andares construído em 2014 para o London Design Festival . Image © Margaux Carron www.margauxcarron.com
Um projeto WikiHouse de 2 andares construído em 2014 para o London Design Festival . Image © Margaux Carron www.margauxcarron.com

Escritório Parabolic Plywood / RAW Architecture

© Eric Dinardi
© Eric Dinardi

Winnipeg Skating Shelters / Patkau Architects

© James Dow
© James Dow

2011 matR Project: "The Passage"

© Victoria Capranica
© Victoria Capranica

Expandable Surface Pavilion / Pablo Esteban Zamorano, Nacho Martí and Jacob Bek

Cortesia de Pablo Esteban Zamorano
Cortesia de Pablo Esteban Zamorano

Acoustic Environments / AREA and Electrotexture Lab

Cortesia de AREA and Electrotexture Lab
Cortesia de AREA and Electrotexture Lab

The PortHole / TOMA!

Courtesy of TOMA!
Courtesy of TOMA!

Glocal Design Station / ROW Studio

© Sófocles Hernández
© Sófocles Hernández

Toast / Stanley Saitowitz | Natoma Architects

© Rien van Rijthoven
© Rien van Rijthoven

Hostel CONII / Estudio ODS

© João Morgado
© João Morgado

Superheroes Hideout / Simon Bush-King Architecture & Urbanism

© Alan Jensen
© Alan Jensen

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Jack McManus
Autor
Cita: McManus, Jack. "10 Projetos com compensado que mostram as possibilidades deste material tradicional" [10 Unconventional Plywood Projects That Show The Bright Future of 20th Century Materials] 03 Ago 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/899443/10-projetos-com-compensado-que-mostram-as-possibilidades-deste-material-tradicional> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.