Dicas para usar o concreto aparente em seus projetos

Dicas para usar o concreto aparente em seus projetos

Não há como negar. O concreto aparente é o queridinho entre os arquitetos. Atualmente, vem sendo adotado em uma gama de construções e tipologias, desde obras de infraestrutura até projetos residenciais. Além de suas qualidades estruturais, sua aparência também agrada muito. Seu uso oferece determinadas qualidades e flexibilidade que podem garantir diferentes aspectos plásticos aos projetos. Já mostramos como pré-dimensionar estruturas em concreto, ou mesmo entender o que as rachaduras querem nos dizer. A seguir apresentamos algumas dicas para empregar este material e obter o melhor de suas possibilidades quando deixado aparente:

Casa Xieira II / A2 + Arquitectos. Image © Fernando Guerra | FG+SGMUBE / Paulo Mendes da Rocha. Image © Estúdio FlagranteCasa das Histórias Paula Rego / Eduardo Souto de Moura. Image © Pedro KokWabi House / Tadao Ando. Image © Edmund Summer+ 14

Casa Concreto / Grupo MM. Image © Iván Casillas
Casa Concreto / Grupo MM. Image © Iván Casillas

Considere a exposição do concreto aparente ao especificá-lo

É certo que o emprego do concreto aparente é sinônimo de economia, uma vez que a estrutura dispensa revestimentos adicionais. Mas determinados cuidados são imprescindíveis durante o processo, dado que o mesmo receberá exposições diretas às intempéries. É fundamental que, desde as etapas iniciais, considere as condições de exposição e possíveis ações do tempo na superfície. Dito isso, ainda durante o projeto, é necessário especificar a composição física deste, permitindo melhor trabalhabilidade e menor quantidade de espaços vazios e poros.

Centro Roberto Garza Sada / Tadao Ando. Image Cortesia de Agencia EFE
Centro Roberto Garza Sada / Tadao Ando. Image Cortesia de Agencia EFE

Decorrente da ação das intempéries e possível infiltração e/ou ataque de fungos e patologias, torna-se indispensável o emprego de agentes anti-fungicidas, anti-bactericidas e impermeabilizantes. Detalhes projetuais também podem colaborar, como o uso de beirais e pingadeiras, por exemplo, para evitar que a contínua umidade não provoque manchas escuras.

Especifique resinas e vernizes

Como material poroso, é importante especificar resinas, vernizes, hidrofugantes, pois estes serão os responsáveis por proteger a superfície contra o tempo e agentes bactericidas. Há diferentes produtos disponíveis no mercado para condições especificas, portanto, é importante procurar consultores técnicos que certamente te ajudarão na especificação para cada superfície e/ou acabamento. Alguns produtos mudarão muito pouco a aparência do concreto após sua aplicação, enquanto outros trarão brilho ou intensificarão as tonalidades. Determinados vernizes e resinas agem apenas contra a absorção d’água, atuando como impermeabilizante, enquanto que os hidrofugantes atuam contra o ataque de chuvas ácidas, agente corrosivos no ar e fungos.

MUBE / Paulo Mendes da Rocha. Image © Estúdio Flagrante
MUBE / Paulo Mendes da Rocha. Image © Estúdio Flagrante

Proteja as ferragens

Jamais permita que ferragens e peças de aço da estrutura estejam expostas, uma vez que a exteriorização e contato junto à água e condições externas sob a ação do tempo possivelmente provocarão patologias sérias. É indicado que, além das dimensões pré-estabelecidas por calculo estrutural, seja considerada capa adicional de concreto sobre a estrutura, evitando que água ou fungos atinjam o aço. 

Casa Xieira II / A2 + Arquitectos. Image © Fernando Guerra | FG+SG
Casa Xieira II / A2 + Arquitectos. Image © Fernando Guerra | FG+SG

Adote o melhor tipo de fôrma para seu projeto

As fôrmas suportam a mistura de cimento, agregados miúdos e graúdos e água, até que a massa atinja uma resistência mínima. Quando seco, o concreto permanece com as marcas de sua fôrma, segundo a aparência que o arquiteto busca. Elas podem ser feitas de diferentes materiais, que propiciam estéticas bastante diversas.

Fôrmas de madeira são amplamente empregadas e são executadas de duas formas principais – tábuas ou chapas. No caso do primeiro tipo, há diferentes qualidades e possibilidades, como assumir os nós da madeira ou preferir um acabamento mais liso. Quanto às chapas, podem ser resinados, apresentando ótima adaptalidade a fôrmas em geral, ou os plastificados, para um acabamento mais uniforme e liso. Destaca-se o reuso das madeiras, se forem tomados os cuidados adequados, tornando a obra mais barata.

Galeria Leme / METRO Arquitetos + Paulo Mendes da Rocha. Image © Leonardo Finotti
Galeria Leme / METRO Arquitetos + Paulo Mendes da Rocha. Image © Leonardo Finotti

As fôrmas metálicas apresentam ótimos benefícios se comparada as de madeira, uma vez que permitem reaproveitamento total, maior resistência e rapidez na montagem. Proporcionam texturas lisas, livre de texturas. São indicadas para grandes obras, permitindo melhor produtividade da obra.

Lamas House / moarqs + OTTOLENGHI architects. Image © Albano Garcia
Lamas House / moarqs + OTTOLENGHI architects. Image © Albano Garcia

Pense na disposição das fôrmas de acordo com as qualidades projetuais

A disposição das fôrmas durante a execução das paredes ou estruturas em concreto aparente devem ser pensadas para qualidade final requerida, não apenas no que diz respeito à qualidade técnica, mas também, plástica. Na maior parte das obras é comum encontrar fôrmas dispostas no sentido horizontal da madeira, mas nada impede que o arquiteto determine diferentes padronagens. Mas, não se esqueça de considerar as exposições das superfícies sobre o tempo e intempéries, como já dito, uma vez que a água da chuva por exemplo, tende a escorrer pelas frestas do desenho das tábuas. No Museu Casa das Histórias Paula Rego em Cascais, Souto de Moura, dispôs as formas diagonalmente na parte superior dos volumes piramidais, de modo que com o tempo, configurou-se um desenho que lembra uma árvore na superfície.

Casa das Histórias Paula Rego / Eduardo Souto de Moura. Image © Pedro Kok
Casa das Histórias Paula Rego / Eduardo Souto de Moura. Image © Pedro Kok

Concreto cinza ou pigmentado?

Apesar do concreto em seu estado natural apresentar colorações em tons de cinza, é cada vez mais comum a utilização de pigmentos destinados especialmente à coloração da superfície, permitindo versatilidade. Numa variedade de tons – vermelho, amarelo, verde, preto e azul cobalto –, a disponibilização de corantes não solvente a água no mercado tem ganhado força, garantido singularidade aos projetos.

Sem afetar as características físicas do concreto garantem novas tonalidades à superfície quando misturados aos agregados ainda secos, entre 2% e 5% sobre o peso do cimento.

Casa Terra / Bernardes Arquitetura. Image © Leonardo Finotti
Casa Terra / Bernardes Arquitetura. Image © Leonardo Finotti

Correção de imperfeições

Uma série de cuidados especiais devem ser tomados a fim de assegurar a qualidade final requerida ao concreto aparente. Em caso de falhas na concretagem, é indicado a realização do processo de estucamento, para preencher os poros do concreto criando uma superfície lisa utilizando uma mistura de cimento, aditivo acrílico, água e uma desempenadeira metálica, corrigindo imperfeições.

<a href='https://www.flickr.com/photos/stankuns/4941477191'>© via Flickr Fernando Stankuns </a> Licença CC BY-NC-SA 2.0. ImageFAUUSP / Vilanova Artigas
© via Flickr Fernando Stankuns Licença CC BY-NC-SA 2.0. ImageFAUUSP / Vilanova Artigas

Especifique todos os detalhes no projeto executivo

Durante o desenvolvimento técnico projetual, é importante que a equipe de projeto especifique todas as minúcias do projeto a ser executado: ferragens, dosagem dos agregados miúdos e graúdos, pré-dimensionamento e também, platibandas, juntas de dilatação, beirais, canaletas, pingadeira, ralos, etc., evitando problemas futuros por conta do desenho proposto.

Casa Reduz / Studio MK27. Image © Fernando Guerra | FG+SG
Casa Reduz / Studio MK27. Image © Fernando Guerra | FG+SG

Aposte na versatilidade

Para além de fachadas, paredes interiores ou muros, o concreto aparente pode ser utilizado com outras finalidades, como bancos, bancadas e outros mobiliários interiores e exteriores. Basta realizar as corretas especificações técnico-estruturais.

Pavilhão / METRO Arquitetos. Image © Leonardo Finotti
Pavilhão / METRO Arquitetos. Image © Leonardo Finotti

Referências Bibliográficas
AECweb. Como especificar fôrmas para concreto? Conheça os principais critérios. Disponível em: <https://www.aecweb.com.br/cont/m/rev/como-especificar-formas-para-concreto-conheca-os-principais-criterios_16627_39_0>. Acesso em 28 de Julho 2018.
Cuidados para a execução do concreto aparente. Disponível em:<http://www.mapadaobra.com.br/capacitacao/cuidados-para-execucao-de-concreto-aparente/>. Acesso em 29 Julho 2018.
Metro Modular. Fôrmas para concreto aparente. Disponível em: <http://www.metromodular.com.br/forma-concreto-aparente>. Acesso em 28 Julho 2018.

Publicado originalmente em 1 de agosto de 2018, atualizado em 27 de julho de 2020.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Matheus Pereira. "Dicas para usar o concreto aparente em seus projetos" 29 Jul 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/899192/dicas-para-incorporar-o-concreto-aparente-em-seus-projetos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.