Ampliar imagem | Tamanho original
Uma proposta que inclui o financiamento de imóveis feitos a partir de técnicas de bioconstrução aguarda indicação de relator na Comissão de Meio Ambiente. O projeto foi apresentado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) a pedido de movimentos que defendem a habitação popular acessível e sustentável. A ideia é que o financiamento seja disponibilizado pelo programa Minha Casa Minha Vida. Técnicas ecológicas e populares De acordo com Randolfe, o Minha Casa Minha Vida privilegia materiais e sistemas construtivos convencionais. Com isso, ele deixa de lado os conhecimentos gerados pelas próprias comunidades locais beneficiadas, especialmente no que se refere ao uso de técnicas de bioconstrução, como, por exemplo, adobe, taipa, solocimento, ferrocimento e bambu. “O uso dessas técnicas pode reduzir custos, especialmente nas localidades em que o transporte de materiais tradicionais, como areia, cimento e tijolos é mais caro. Além disso, as obras serão executadas com menor impacto sobre o meio ambiente e com maior engajamento da comunidade beneficiada, gerando reflexos positivos para as gerações atual e futuras”, argumenta o senador na justificativa do projeto. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar