Ampliar imagem | Tamanho original
A Universidade de Yale, em parceria com o UN Environment e UN-Habitat, acaba de apresentar um novo projeto experimental de habitação mínima auto-suficiente em energia. O esforço de uma das mais prestigiadas universidades dos Estados Unidos representa uma contribuição efetiva para a disseminação de novas tecnologias assim como aponta um caminho possível de como emprega-las em projetos de habitação social, tornando-as mais acessíveis a uma maior parte da população. Com 22 metros quadrados, a casa é alimentada apenas por fontes de energia renovável e foi projetada para “avaliar o quanto somos capazes atualmente de minimizar a exploração de recursos naturais”. O protótipo foi apresentado durante o Fórum sobre Desenvolvimento Sustentável promovido pela Organização das Nações Unidas. Construído apenas com materiais locais renováveis e de origem biológica, a casa pretende apresentar um novo conceito de projeto sustentável e uma reflexão sobre a modo como produzimos nossas casas. Embora este primeiro protótipo tenha sido projetado de acordo com as condições climáticas específicas de Nova Iorque, futuros projetos poderão ser facilmente adaptados para às mais distintas condições climáticas. O projeto e a fabricação do protótipo ficaram a cargo do escritório de arquitetura Grey Organschi em parceria com o Centro de Ecossistemas em Arquitetura da Universidade de Yale. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar