Ampliar imagem | Tamanho original
A arquitetura desta residência é uma resposta às características específicas do terreno localizado na região dos vinhedos da serra gaúcha. Implantada em um lote com mais de 20 metros de declive em sua extensão, para desenvolver o projeto desta casa a observação da arquitetura das residências mais antigas da cidade serviu de referência. A cidade é marcada por uma topografia de encostas arborizadas e solo de basalto. Os imigrantes italianos que colonizaram a região adaptaram-se a estas características optando por casas cujo pavimento térreo, construído em pedras, funcionava como contenção de solo, deixando livre da umidade do solo o segundo nível da residência, geralmente em madeira, onde eram localizados os dormitórios. A partir deste entendimento a Casa Piemonte acomoda o pavimento térreo em uma cota abaixo do nível da rua. A contenção desta cota intermediária se dá na área lateral à garagem, evitando o contato da umidade com o cotidiano dos moradores e deixando a área social integrada com o pátio voltado para o lado oeste onde tem-se a vista para o vale dos vinhedos e insolação positiva para esta região de baixas temperaturas. Além disso, a área social de cozinha, jantar e estar integrados fica diretamente conectada com este pátio isolado posicionado em cota alta suficiente para garantir privacidade e insolação independente de construções futuras. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar