Ampliar imagem | Tamanho original
A luz é uma importante, embora complexa, ferramenta na arquitetura. Não apenas proporciona atmosfera, textura e vitalidade, mas é cada vez mais essencial em uma época onde a tecnologia nos afasta da natureza. Neste trecho do novo livro de Mary Guzowski, The Art of Architectural Daylighting, a autora introduz a ciência e a arte da iluminação natural - e detalha seis maneiras pelas quais os mestres abordam o desafio. Luz natural como fenômeno e material A luz natural é um fenômeno ambiental dinâmico e um material arquitetônico efêmero. Ela incorpora a dimensão do tempo à medida que o movimento de luz e sombra revelam os ciclos diurnos e sazonais variantes. Na era digital, a luz natural é um antídoto para nossa crescente alienação à natureza. A iluminação natural e as mudanças nas forças ambientais do sol, do vento e do clima nos ajudam a saber “onde estamos” e “quem somos”, enraizando-nos em fenômenos ecológicos de um lugar particular, no clima e local. Quando combinada com estratégias passivas de projeto bioclimático e solar, a luz natural pode reduzir o consumo de energia e fornecer benefícios ambientais, ao mesmo tempo aumentando o conforto, a saúde e o bem-estar humano. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar