Ampliar imagem | Tamanho original
Este lote urbano em Mogi das Cruzes com seu declive apontado para o norte nos indicou o partido a seguir: Acesso em nível para a garagem, escritório e a área intima da casa, uma caixa solta de concreto aparente abriga a circulação vertical e a caixa d’água, volume vertical que contrapõe a horizontalidade buscada. Toda a cobertura é mirante, jardim e solário. Toda a cobertura é estar, lazer e convivência. O pavimento inferior se abre para os recuos e formaliza a área social, integrada e isolada quando se faz necessário. Um jardim com uma jabuticabeira intercala Sala de estar e área de refeições, cozinha que se abre para o terraço do fundo integrado com cozinha externa e spa. Cheios e vazios compõe a sinfonia de sensações propostas para esta residência. A pedido do jovem casal partimos para um percurso cheio de descobertas ao entrarmos pela porta de madeira reutilizada de sobras da obra, reutilizamos também estas madeiras como junta de dilatação para o piso de cimento queimado proposto para toda a residência. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar