Ampliar imagem | Tamanho original
A história do Aeroporto Tempelhof de Berlim parece que nunca terá um fim. Localizado ao sul do tradicional bairro de Kreuzberg e a apenas quinze minutos de bicicleta do centro da cidade, o antigo complexo nazista - contando o terminal, os hangares e seu enorme campo de pouso - ocupa uma área de mais de 400 hectares em um área em pleno desenvolvimento imobiliário da capital alemã. Se estivéssemos em qualquer outra metrópole, esta "mina de ouro" urbana teria sido arrebatada rapidamente há alguns anos, mas, se tratando de Berlim, a apropriação criativa desta histórica estrutra prevaleceu sobre as narrativas de desenvolvimento urbano mais convencionais. Idealizado por Adolf Hitler durante os anos 30 como parte de seu plano de transformar Berlim na capital do novo Reich - uma capital mundial neo-clássica - o aeroporto foi projetado por Earnst Sagebiel e concluído em 1941 sob a direção do arquiteto nazista Albert Speer. Sua forma semi-circular foi concebida para evocar uma águia em vôo, e se tratando da arquitetura nazista, o edifício é em muitos aspectos, um típico exemplar monumental e absolutista da arquitetura do período entre guerras. As estreitas aberturas verticais que descem elegantemente ao longo das paredes do hall central do terminal são um gesto formal que evoca as vigas de luz utilizadas por Speer em sua Catedral da Luz para os comícios do Partido Nazista na cidade de Nuremberg. Assim como em Nuremberg, multidões de pessoas também se reuniram em Tempelhof para ouvir Hitler falar. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar