Instituto de Arte Contemporânea da Universidade da Virgínia / Steven Holl Architects

Instituto de Arte Contemporânea da Universidade da Virgínia / Steven Holl Architects

© Iwan Baan© Iwan Baan© Iwan Baan© Iwan Baan+ 26

  • Arquiteto Responsável:Steven Holl
  • Arquiteto Associado:Chris McVoy
  • Arquitetos De Projeto:Dominik Sigg, Dimitra Tsachrelia
  • Sha Equipe De Projeto:Steven Holl, Chris McVoy, Dominik Sigg, Dimitra Tsachrelia, Garrick Ambrose, Rychiee Espinosa, Scott Fredricks, Gary He, Martin Kropac, JongSeo Lee, Yasmin Vobis, Christina Yessios
  • Parceiros:BCWH Architects
  • Arquitetos Associados (Bcwh):Charles Piper (principal), Bo Fairlamb (associate), Jason Dufilho (project architect)
  • Construção:Gilbane, Inc.
  • Engenharia Estrutural:Robert Silman Associates
  • Engenharia Civil:Vanasse Hangen Brustlin
  • Engenharia Mecânica (Projeto Esquemático):Arup
  • Paisagismo:Michael Boucher Landscape Architecture
  • Consultor De Projeto Luminotécnico:L’Observatoire International
  • Consultor De áudio/Visual:Convergent Technologies Design Group, Inc.
  • Consultor Técnico Para Instalações De Teatro:Theatre Consultants Collaborative
  • Consultor Leed:Sustainable Design Consulting
  • Engenharia Mecânica:Ascent Engineering Group
  • Cidade:Richmond
Mais informaçõesMenos informações
© Iwan Baan
© Iwan Baan

Descrição enviada pela equipe de projeto. Localizado na fronteira entre a cidade de Richmond e o campus da Universidade da Virgínia, o novo Instituto de Arte Contemporânea foi concebido para reaproximar a instituição da comunidade local. Implantado na confluência de duas das mais movimentadas vias urbanas de Richmond, a Broad e a Belvidere Street, o edifício do instituto é a mais nova porta de entrada para a Universidade. O acesso principal do edifício se dá entre os volumes do auditório e do fórum, criando uma nova componente vertical que adiciona movimento à ortogonalidade da esquina.

© Iwan Baan
© Iwan Baan
Croqui
Croqui
© Iwan Baan
© Iwan Baan

Como caminhos que se "bifurcam”, os volumes do edifício sugerem que no mundo da arte contemporânea existe uma diversidade de interpretações. A ideia de um ponto de vista unânime é colocada em cheque. O novo Instituto de Arte Contemporânea da Universidade da Virgínia se organizada através de quatro galerias, cada uma com um caráter completamente diferente. A flexibilidade destes espaços permite que até quatro exposições independentes possam ser montadas, ainda que seja possível combina-las entre si. Deste modo, o espaço de cada uma das galerias pode ser fechado sem afetar a operação das outras. Dois percursos de visitação são possíveis, a partir do último pavimento e descendo pelos espaços expositivos das galerias, ou pelo caminho contrário, desde a galeria inferior até o último pavimento.

© Iwan Baan
© Iwan Baan

A circulação vertical se organiza no “plano do presente”, conectando cada uma das galerias, o auditório, o jardim das esculturas e o Fórum. Ao longo desta promenade arquitetônica, a integração entre todos os elementos do edifício pode ser explorada à medida que nos deslocamos pelos seus espaços.

© Iwan Baan
© Iwan Baan
Planta - Térreo
Planta - Térreo

O edifício de 3.800 metros quadrados foi concebido para ter duas fachadas frontais: de um lado se abrindo para a cidade, e do outro para o jardim das esculturas e para o Fórum, conectando a Universidade ao seu entorno urbano. No térreo, um café se abre diretamente para o jardim, assim como a galeria inferior. As portas pivotantes deste espaço permitem que as exposições possam transpor os limites da galera ocupando também o pátio. Com árvores de gingko e um grande espelho d'água, o jardim transforma-se em um “espaço de reflexão”.

© Iwan Baan
© Iwan Baan
Planta - 2º pavimento
Planta - 2º pavimento

A arquitetura do edifício sugere uma experiência de movimento através do espaço-tempo, tanto externa quanto internamente. Quando nos aproximamos do edifício a partir do oeste (da Universidade), ele parece se desdobrar lentamente construindo novas perspectivas. Enquanto nos deslocamos, o ruído do cascalho sob nossos pés é complementado por uma perspectiva que se abre gradualmente para revelar o espaço do Fórum. Para quem se aproxima de carro, de qualquer direção, a geometria do edifício se apresenta claramente como uma grande porta de entrada, a qual revela diferentes momentos de seus arquitetura à medida que nos deslocamos pela rua. À noite, os planos translúcidos se transformam em fontes de luz e brilho, iluminando o espaço público adjacente ao mesmo tempo que podem ser utilizados como telas de projeção.

© Iwan Baan
© Iwan Baan

O auditório conta com 240 lugares e está completamente equipado para apresentações de cinema, teatro, dança e música. Este volume é responsável por conectar o primeiro e o segundo pavimento, proporcionando diferentes perspectivas e inesperadas relações entre artes visuais e performáticas.

© Iwan Baan
© Iwan Baan
Corte: Auditório
Corte: Auditório

O vidro translúcido e a fachada metálica compartilham da mesma tonalidade cinzento-esverdeada, conferindo ao edifício um caráter dinâmico, de opaco e monolítico a multifacetado e translúcido, dependendo da luz. Quatro jardins elevados proporcionam espaços para instalações artísticas específicas. O edifício recebeu a certificação LEED Gold e possui sistemas geotérmicos de controle de temperatura, necessitando da mesma quantidade de energia para aquecer o edifício durante o inverno quanto para resfria-lo durante o verão.

© Iwan Baan
© Iwan Baan

O Instituto de Arte Contemporânea será uma nova porta de entrada para a Universidade da Virgínia, conectando a Universidade à cidade de Richmond. Com sua convidativa arquitetura que se abre para um jardim sereno e repleto de esculturas, será o espaço perfeito para as mais importantes exposições de arte contemporânea que a região já viu. Impulsionada por uma das melhores Escolas de Artes dos Estados Unidos, a arquitetura do IAC se transformará em um instrumento efetivo para o desenvolvimento e divulgação da arte, tanto através da exibição de filmes, palestras públicas, performances, simpósios e eventos comunitários, envolvendo a Universidade e a cidade na qual está inserida.

© Iwan Baan
© Iwan Baan

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:601 W Broad St, Richmond, VA 23220, Estados Unidos

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Instituto de Arte Contemporânea da Universidade da Virgínia / Steven Holl Architects" [Institute for Contemporary Art at VCU / Steven Holl Architects] 02 Mai 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/893527/instituto-de-arte-contemporanea-da-universidade-da-virginia-steven-holl-architects> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.