Ampliar imagem | Tamanho original
Apoiado por paredes de aço, um grupo de plataformas flutua nas árvores com várias alturas. Uma escada curvada liga todas as plataformas e leva as pessoas a todos os espaços, que estão inter-relacionados e abertos um ao outro. A parede de aço e a cortina de vidro, ambas transparentes, borram os limites da camada entre as plataformas e o interior / exterior. Está é um lugar para tomar café e ler livros. Sentados em qualquer canto do edifício, os livros sobre as paredes vazadas de aço e os galhos e folhas ao redor se tornam cenários tangíveis. Este edifício reproduz de forma artificial a experiência espacial da floresta e faz uma relação simbiótica entre o abstrato e o representacional numa escala contínua. Esperamos mesclar estrutura, mobília e espaço em um só, para fazer desse prédio um meio físico que possa estabelecer relevância entre escala, espaço e percepção. Acreditamos que essa relevância é o começo da mente arquitetônica. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar