O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Cartagena corre risco de sair da lista de Patrimônio da Humanidade da Unesco

Cartagena corre risco de sair da lista de Patrimônio da Humanidade da Unesco

  • 07:00 - 4 Março, 2018
  • por
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
Cartagena corre risco de sair da lista de Patrimônio da Humanidade da Unesco
Cartagena corre risco de sair da lista de Patrimônio da Humanidade da Unesco, © <a href='https://www.flickr.com/photos/regnatarajan/33266737154/'>Reg Natarajan [Flickr]</a>, bajo licencia <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>. ImageCartagena de Indias, Colombia
© Reg Natarajan [Flickr], bajo licencia CC BY 2.0. ImageCartagena de Indias, Colombia

A construção de um complexo habitacional de quatro torres a poucos metros do centro histórico da cidade ameaça a permanência de Cartagena (Colômbia) na lista de patrimônio histórico e cultural da humanidade da Unesco. A comunidade está na expectativa do pronunciamento judicial sobre o caso Aquarela, nome do projeto multifamiliar de moradias de interesse social (VIS).

Segundo pronunciamentos do Conselho Gremial de Bolívar — entidade responsável pela aprovação de construções na cidade — a situação é delicada visto o grande avanço da construção, que pode complicar as decisões. Sendo um dos principais destinos turísticos latino-americanos, é inexplicável a falta de atenção por parte de entidades nacionais e territoriais que não atuaram segundo os princípios de planejamento da Constituição Colombiana.  

© <a href="//commons.wikimedia.org/wiki/User:Laslovarga">Laslovarga</a>, bajo licencia <a href="https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0">CC BY-SA 4.0</a>. ImageCentro histórico de Cartagena
© Laslovarga, bajo licencia CC BY-SA 4.0. ImageCentro histórico de Cartagena

Em relação a isso, o Conselho Gremial pronunciou-se instando o Juiz Décimo Administrativo de Cartagena a "tomar medidas além das solicitadas para efetivar a tutela do direito transgredido". 

Esse pronunciamento foi feito após dia 29 de janeiro, quando o representante de Cartagena, William Jesús Matson Ospino afirmou que esse tribunal "ditou uma medida cautelar que ordena a suspensão provisória dos atos administrativos que amparam a construção do projeto Aquarela", segundo informou a Caracol Radio.

A desatenção por parte das entidades converte-se em uma das principais debilidades das autoridades na cidade de Cartagena, causando a perda de alguns bens de interesse histórico e debilitando a proteção patrimonial que desperta o interesse de empresários e compradores no âmbito da construção no centro histórico da cidade. 

© <a href='https://www.flickr.com/photos/regnatarajan/33266737154/'>Reg Natarajan [Flickr]</a>, bajo licencia <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>. ImageCartagena de Indias, Colombia
© Reg Natarajan [Flickr], bajo licencia CC BY 2.0. ImageCartagena de Indias, Colombia

Entretanto, a prefeitura de Cartagena, através do Instituto de Patrimônio e Cultura IPCC, comunicou as datas do primeiro semestre de revisão de projetos do comité técnico de Patrimônio Histórico e Cultural nesse 2018. Levando em conta que em 2017 o comitê reuniu-se em 23 ocasiões para a revisão de 151 projetos dos quais 40 obtiveram conceito favorável e 111 conceito desfavorável. 

A consideração do Conselho Gremial solicitou ao Ministério de Cultura que trabalhasse com diferentes entidades distritais de tal forma que finalize a apresentação e aprove o plano de gestão especial do patrimônio PEMP, através do qual se estabelecem as ações necessárias com o objetivo de garantir proteção, que esclareceriam as normas e evitariam situações similares no futuro. 

Outras situações similares surgiram junto com o caso Aquarela que colocam em estado de avaliação a cidade de Cartagena e o modelo de moradia (VIS). A avaliação de 16 edificações a ponto de colapsar, erguidas pela Construtora Quiroz, feita pela Fiscalização Geral da Nação solicitou a audiência de "medidas de proteção" para os residentes de tais edificações que também deverão ser indenizados. 

A situação que vive Cartagena abre um grande debate sobre a responsabilidade social de tais entidades encarregadas de zelar pelo cumprimento das normativas de construção e que talvez pode ser transgredida. Até o momento ainda se espera qual será o próximo passo que determinará a demolição de tal edificação no centro histórico de Cartagena das Índias. 

Via Caracol Radio, Conselho Gremial de Bolívar.

Sobre este autor
Yamid Rivera
Autor
Cita: Rivera, Yamid. "Cartagena corre risco de sair da lista de Patrimônio da Humanidade da Unesco" [Cartagena arriesga salir del listado de Patrimonio de la Humanidad de Unesco] 04 Mar 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/889664/cartagena-corre-risco-de-sair-da-lista-de-patrimonio-da-humanidade-da-unesco> ISSN 0719-8906