Ampliar imagem | Tamanho original
Localizada em uma colina em Mauer, nos arredores de Viena, a Igreja Wotruba foi o ponto culminante da vida do escultor Fritz Wotruba (o arquiteto do projeto, Fritz G. Mayr, é muitas vezes esquecido). Construída em meados da década de 1970, Mayr completou o projeto um ano após a morte de Wotruba, ampliando o modelo de argila do artista para criar uma escultura de concreto. Como pode ser visto nessas imagens por Denis Esakov, o resultado é um conjunto brutalista caótico que brinca com os limites entre arte e arquitetura. Nascido em 1907, Wotruba foi o mais novo de oito em uma casa abusiva. A arte tornou-se sua fuga psicológica e, durante a Segunda Guerra Mundial, Wotruba fez sua fuga literal da Áustria para a Suíça. Depois de fugir da guerra, Wotruba sonhava com uma escultura "em perfeita unidade com a paisagem, a arquitetura e a cidade". Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar