Ampliar imagem | Tamanho original
O prefeito de Londres, Sadiq Khan, lançou esse mês o esboço do novo plano para a cidade que, segundo ele, marca uma ruptura com os planos anteriores. E ele não está exagerando, já que entre as novas metas a serem perseguidas até 2029 estão a quase completa proibição de estacionamentos para carros e a construção de 650 mil novas habitações. Enquanto o plano ainda está em sua versão inicial, os esforços da capital inglesa para conter a poluição do ar fazem avançar o processo de pedestrianização de uma de suas principais avenidas centrais, a Oxford Street, e até a apostar em biocombustível derivado do café para mover os ônibus pela terra da Rainha. “Nós decepcionaremos as futuras gerações se não nos planejarmos adequadamente para acomodar o crescimento de forma sustentável, ambientalmente, economicamente e socialmente”, diz Sadiq Khan no documento. O que ele chama de “Good Growth” (Bom Crescimento), uma nova forma de fazer a cidade se desenvolver, abrange uma revolução na maneira como a população de desloca em Londres e visa uma expansão da mobilidade ativa, tendo o transporte a pé e a bicicleta como as primeiras opções de transporte. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar