Ampliar imagem | Tamanho original
A sensibilização dos adultos para uma cidade mais humana é um motivador para as arquitetas e urbanistas Amanda Tiedt e Fabíola Cordeiro. Depois de fundarem o Coletivo Sinergia Urbana para trabalhar com intervenções urbanas e instalações efêmeras, a dupla sentiu falta de um projeto que sensibilizasse as crianças a participar da vida urbana de forma ativa e se sentissem parte do seu bairro e da sua cidade. A pesquisa de referências e projetos com esta temática iniciou em outubro de 2016, logo após lerem sobre o projeto Arquitectura para Niños que existe na Espanha, e sobre a HABITAT III que aconteceu em Quito (Equador) e definiu a nova agenda urbana mundial, que entre outras coisas, prioriza a qualidade de vida urbana e segurança das crianças. A partir das pesquisas e dos estudos de caso, as arquitetas perceberam que existiam dois caminhos diferentes e complementares para incluir as crianças na vida urbana: realizar um trabalho de sensibilização e incluir os pequenos no planejamento urbano através de processos participativos simplificados. Neste contexto, o projeto “Arquitetura e Cidade para Crianças” optou por dar os primeiros passos a partir de oficinas que incentivassem uma relação afetiva das crianças com vida urbana, auxiliando na compreensão do seu direito à cidade, valorizando o patrimônio cultural edificado, e proporcionando o entendimento da  relação entre a natureza e o que foi construído pelo homem. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar