Ampliar imagem | Tamanho original
Quando analisada do alto, a paisagem de São Paulo é uma enorme aglomeração urbana, com sua topografia, suas áreas verdes, seus bairros verticalizados e seu tecido urbano. Revela também todas suas camadas históricas sobrepostas, com edifícios centenários convivendo com espigões com poucas qualidades arquitetônicas. Museus e parques, shoppings centers e condomínios. E é justamente toda sua aparente desordem e heterogeneidade o que a torna uma cidade tão única.  Para aqueles interessados em conhecer a metrópole de um novo ponto de vista e também, parte de sua história, apresentamos a seguir um roteiro de mirantes e observatórios: 1. Edifício Martinelli Sob o título de primeiro arranha-céu de São Paulo – posteriormente superado pela construção do Edifício Banespa, o edifício de trinta pavimentos, que começou a ser construído em 1922 e finalizado em 1934, foi considerado um marco à história da construção civil na cidade. A cobertura recebeu visitas pré-agendadas até alguns meses atrás – infelizmente, suspensas por tempo indeterminado para uso da São Paulo Urbanismo. É um dos principais observatórios ao centro paulistano, permitindo visão panorâmica dos bairros adjacentes e pontos turísticos, como o Vale do Anhangabaú e Catedral da Sé, por exemplo. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar