Ampliar imagem | Tamanho original
Uma casa feita de memórias, composta por uma narrativa de espaços de diferentes áreas e proporções, com um pé direito alto abobadado e com uma conexão entre si directa e eficaz. Várias feridas e cicatrizes das enumeras utilizações e vivências são visíveis em cada momento, muito mais profundas do que as remanescências superficiais que o encerramento perlongado trás. As primeiras visitas começavam a ser esclarecedoras para a construção de uma nova etapa da vida daquele espaço, que segundo consta nos registos disponíveis, é datado de 1722 (pre- pombalino) e resistiu a várias etapas da história da cidade, entre elas o grande terramoto (1755). O projeto foi construído sobre duas premissas: o programa a definir e a estratégia de restauro e preservação de cada elemento, cada detalhe, que pertencia ao legado daquele lugar. Foi um processo de proximidade, um projeto verdadeiramente resolvido passo-a-passo, em estreita relação com a obra. Nos vários meses passados, foram sendo descobertos tesouros indeléveis que moldaram o resultado final: Azulejaria do século XVIII nos rodapés, abobadas de tijolo maciço, blocos de pedra da muralha Fernandina, as portadas originais, etc. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar