O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Artigos
  3. Marketing digital para estudantes de arquitetura: 3 dicas essenciais

Marketing digital para estudantes de arquitetura: 3 dicas essenciais

Marketing digital para estudantes de arquitetura: 3 dicas essenciais
Marketing digital para estudantes de arquitetura: 3 dicas essenciais, © Acervo Viva Decora
© Acervo Viva Decora

Você ainda está na faculdade, preocupado com milhares de trabalhos, projetos para entregar, dezenas de conteúdos para estudar, entre outra coisas. E provavelmente passando por alguma dessas 21 situações. Saiba que nessa etapa já é possível estudar ou fazer marketing.

Ai, você pergunta: a minha conta no Instagram serve como divulgação pessoal e profissional? Não! Se você quer se destacar no mercado e quer começar isso desde cedo para já ser conhecido assim que se formar, veja a seguir 3 dicas de marketing digital para estudantes de arquitetura.

O mundo está online, inclusive o "mundo da arquitetura"

Pesquisas mostram que 93% dos processos de compra começam online. Além disso, 94% dos links que as pessoas clicam são resultados orgânicos, não pagos. Ou seja, provavelmente se você não está online e nem focando em SEO (técnicas para aparecer nas primeiras buscas do Google) você não terá vendas online.

E quanto antes você focar em marketing digital melhor, pois, infelizmente, quase nenhuma faculdade de arquitetura do Brasil te ensina ou te prepara para o lado "empreendedor" da vida profissional de arquiteto. 

1. Tenha um site e/ou blog

Levando em consideração que mais de 90% das compras começam online, nada mais lógico e intuitivo do que ter um site ou blog.

A importância de ter um site 

O seu site é basicamente o seu cartão de visitas online. Nele você deverá colocar todas as informações da sua empresa. Seu propósito, proposta de valor, especialidade, portfólio, depoimento de outros clientes, contato etc. 

Você pode estar se perguntando como ter tudo isso se ainda está na faculdade, certo? Excelente pergunta. O fato de ainda não ter projetos não é um problema. E nem somente de projetos vive um arquiteto. O mercado de arquitetura é bem amplo e você pode se especializar em outras áreas antes mesmo de estar formado.

© Acervo Viva Decora
© Acervo Viva Decora

Entretanto, você pode postar seus trabalhos de faculdade, você pode mostrar seus projetos 3D, suas maquetes etc. Você não deve ter vergonha nenhuma disso. E pode ter certeza que outras pessoas não acharão que isso é um trabalho desqualificado. Pelo contrário. 

Durante a faculdade você provavelmente terá a chance de trabalhar em algum escritório, de participar de várias palestras, cursos, concursos etc. Tudo isso passa a ser uma informação relevante para quem pensa em te contratar e mostrar que você é uma pessoa esforçada e que busca sempre melhorar é algo que impacta na decisão final do cliente. 

Lembre que é sempre sobre como o cliente vê você. E não sobre como você acha que ele te vê. Muitas vezes essa visão é bem distinta e pode acabar te prejudicando. E, antes que você diga que é estudante e não tem recursos financeiros, veja esse comparativo entre criar um site em Wix ou Wordpress e veja que ter um site não custa quase nada e é super simples.

A importância de ter um blog 

Novamente vou voltar a estatística do começo do texto. 94% das pessoas prefere clicar em links orgânicos e não em propagandas. E não existe uma forma melhor de fazer isso do que criando um blog. Por isso, saiba que você pode ter um blog em qualquer momento na sua vida. E durante a faculdade você pode escrever sobre questões pertinentes relacionadas à arquitetura do ponto de vista de um estudante.

© Acervo Viva Decora
© Acervo Viva Decora

Assim como o site, criar um blog e escrever conteúdo também não é tão complicado. Veja 7 dicas de produção de conteúdo e também como escritórios de arquitetura estão se destacando online.

2. Aprofunde-se nas redes sociais 

A popularização das redes sociais trouxe muitos benefícios, porém, infelizmente, trouxe também algumas ideias equivocadas. Hoje todo mundo se autodeclara especialista em redes sociais e vendem informações falsas de que basta você ter um Instagram e tudo vai ser como você sempre sonhou. Isso, todavia, não uma verdade absoluta.

As redes sociais são essenciais na sua estratégia de marketing digital, porém são apenas a ponta do iceberg. São partes de uma grande engrenagem e não a engrenagem em si. E você também deve analisar dados e estudar o seu mercado. Estar no Instagram ou Facebook só porque outras pessoas estão não vai te trazer mais clientes. 

© Acervo Viva Decora
© Acervo Viva Decora

Você sabia que para o mercado de arquitetura e decoração o Pinterest é disparado a melhor rede social? E que no mundo, o assunto mais pesquisado dentro do Pinterest é justamente decoração?

Para contextualizar, de todo o tráfego da página Viva Decora que vem de rede social, 87,39% vem do Pinterest, 12,39% vem do facebook e apenas 0,10% vem do Instagram. Sim. Você leu certo. Apenas 0,10% vem do Instagram. Para mais detalhes você pode ver esse comparativo entre Pinterest x Instagram.

Tudo isso foi simplesmente para te dizer que redes sociais são muito mais complexas e completas do que se parece.

Você precisa analisar: 

  • Qual o seu mercado
  • Que tipo de conteúdo o seu cliente consome
  • Onde ele prefere achar esse conteúdo
  • Será que ele prefere foto, texto, vídeo?
  • Qual será sua linguagem
  • Qual a frequência de publicação

E, claro, você começar toda essa estratégia desde cedo e enquanto está na faculdade é ideal. Você pode postar fotos de suas maquetes e modelos 3D, inspirações, referências de outros projetos etc. 

Não existe certo ou errado. Você precisa testar e ver a reação do público. E quanto antes você fizer isso, melhor. Se ficou com vontade de aprender mais sobre o Pinterest, você pode baixar esse infográfico com 10 dicas de como criar um perfil dentro da plataforma.

3. Crie uma lista de e-mails

Para quem deseja trabalhar com marketing digital e ter uma presença online, você definitivamente precisa entender e fazer e-mail marketing. Muita gente confunde e-mail marketing com spam e afirma que por não gostar de receber tantos e-mails, outras pessoas também não gostariam.

© Acervo Viva Decora
© Acervo Viva Decora

Vou repetir o que falei mais acima: não é sobre você. É sobre seu cliente. Não importa muito se você acha e-mail marketing bom ou ruim. Se seu cliente adora, você deve fazer. 

Qual a porcentagem de pessoas que abrem, de fato, os emails que enviamos? Tente adivinhar!

Provavelmente o número foi muito menor que 50%, certo? Esse é o poder do marketing de conteúdo e de escrever algo relevante e que seu público deseja. 

Tudo está conectado. Você tem um site, um blog, produz conteúdo de qualidade e agora você precisa distribuir esse conteúdo. Seja através de redes sociais ou de pessoas que querem receber mais dicas por e-mail. E-mail marketing é uma das formas mais efetivas e baratas de se fazer marketing. E, lembre-se, as pessoas optaram por receber seu conteúdo, logo é algo que elas querem. 

Antes tarde do que mais tarde

Talvez essas 3 dicas possam lhe ajudar a entender que marketing digital não é o futuro e sim o passado. Ou seja, o quanto antes você começar sua estratégia, mais benefícios você terá a curto, médio e longo prazo.

Esse texto foi escrito por Pedro Renan, Gerente de Marketing B2B da Viva Decora, um portal de decoração, reforma e mobília.

Sobre este autor
Cita: Pedro Renan. "Marketing digital para estudantes de arquitetura: 3 dicas essenciais" 30 Set 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/880598/marketing-digital-para-estudantes-de-arquitetura-3-dicas-essenciais> ISSN 0719-8906
Ler comentários

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.