Ampliar imagem | Tamanho original
Em um bairro de Adrogue projetamos uma residência com a premissa de criar um único espaço "central" desde onde se pudesse entender toda a casa. Criar uma planta livre com continuidade interior-exterior e ventilação cruzada.  Geramos um pátio de acesso para hierarquizar a entrada, isolar a sala de estar e jantar dos limites do terreno, fazendo-o parecer flutuar. Uma vez dentro, desde o pé-direito duplo, é possível entender de forma muito simples todo o programa da residência.Uma barra lateral que agrupa a área privada libera o térreo permitindo vistas cruzadas e desfaz os limites em relação ao exterior. No nível superior, os dormitórios-estúdios integram-se ao pé-direito alto e vinculam, desta forma, o térreo com o primeiro pavimento, criando um pé-direito em "L". O recurso da utilização da insolação para cada setor, assim como a ventilação dos mesmos, é uma constante em todos os espaços da casa para a economia de energia, por isso, entendemos que esse espaço central configuraria o microclima da residência. Em direção às laterais, a residência se fecha em busca de maior intimidade e se aproxima do conceito de limite da empena.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar