Ampliar imagem | Tamanho original
Localizada em um subúrbio da cidade de ChauDoc, na província de Anghiang, no sul do Vietnã, esta casa é uma residência compartilhada por 3 famílias parentes. Embora o orçamento deste projeto tenha sido apertado, apenas nos permitindo construir com delgados painéis metálicos corrugados, buscamos refletir não apenas o espírito regional, mas também o típico estilo de vida de viver praticamente em jardins ao ar livre, cheios de vegetação, iluminação e ventilação natural. Distante cerca de 7 horas de ônibus e ferry da cidade de HoChiMinh, ChauDoc, uma cidade vizinha fechada à fronteira cambojana, foi desenvolvida ao longo de um braço do rio Mekong. Passeando pelos arredores do terreno, pudemos reconhecer facilmente as várias camadas que refletem os aspectos típicos regionais. A primeira camada é representada por centenas de casas flutuantes no rio; a segunda, por estradas ao longo das margens do rio que se tornam as vias principais de tráfego para a sociedade local; a terceira camada é composta por uma abundância de casas em pilotis espalhadas a partir de extensões das estradas por pequenas pontes privadas, e a quarta e última camada é verde, o verde dos bonitos campos de arroz que se estendem até perder de vista. Geralmente, as casas em pilotis nesta área são principalmente compostas por colunas de pedra ou de concreto no térreo e estruturas de madeira flutuantes envoltas em delgados painéis metálicos corrugados. Com a limitação da altura da coluna para elevar as casas sobre as águas da inundação e as dimensões mínimas da estrutura de madeira que remetem aos hábitos cotidianos de sentar no chão, pudemos compreender a escala humana e delicada dessas casas locais. E quanto mais nos aproximávamos do seu modo de viver, melhor entendíamos o severo ambiente natural com que eles tinham que lidar, como quando todos os níveis térreos, exceto as estradas, costumavam ficar inundados anualmente de 4 a 5 meses durante a estação chuvosa, até muito recentemente, quando completaram os aterros de concreto. Qualquer um que visite essa área consegue reconhecer que eles souberam coexistir com a grande Mãe Natureza por muito tempo. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar