Ampliar imagem | Tamanho original
Depois da intervenção de Lucio Costa no sítio histórico de São Miguel das Missões, com seu assertivo projeto e construção do museu (hoje Pavilhão Lucio Costa), fica muito claro que qualquer nova intervenção deve seguir as diretrizes – explícitas e subjetivas – de respeito e conformidade com o bem que se quer preservar, seja do ponto de vista físico – ruínas, muros, pedras e o próprio museu -, seja do ponto de vista do que se imagina ter sido a epopeia das missões guaranis do século XVIII, justamente a partir destes elementos remanescentes na paisagem.  A paisagem  O azul do céu imenso da planura pampeira, o verde do gramado e da vegetação exuberante, e o vermelho óxido de ferro das pedras das ruínas da igreja, do pavilhão LC, ou salpicadas pelo gramado dominam a memória visual de todo visitante. São cores que se destacam quase únicas na paisagem, construindo a tela de nosso imaginário.   Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar