Ampliar imagem | Tamanho original
Estima-se que as aglomerações humanas em espaços fixos passaram a ser o modelo dominante (em relação às comunidades nômades) há cerca de 15 mil anos, com o domínio de atividades como a agricultura e a domesticação de animais para pecuária. Desde esses primeiros assentamentos, passando pelos burgos e chegando às áreas urbanas que conhecemos hoje, um traço em comum definiu o que entendemos por cidades: são, antes de tudo, aglomerações de pessoas. Por essa perspectiva, a vida nas cidades resume-se a grupos de pessoas dividindo os mesmos espaços – o que chamamos de densidade urbana. A densidade varia de acordo com a área construída e os limites territoriais considerados, e diferentes métodos de cálculo podem gerar diferentes resultados, mas o conceito é simples: trata-se da medida resultante da relação entre a população e a superfície do território, normalmente expressa em habitantes por quilômetro quadrado. A partir dessa relação, diferentes padrões de densidade podem ser identificados em diferentes cidades (veja imagem abaixo). Daca, atualmente a cidade mais densa do mundo conforme os dados da ONU Habitat, tem 44 mil habitantes por quilômetro quadrado. Na Europa, as cidades no topo da lista são Atenas e Londres, com 6 mil habitantes por quilômetro quadrado, e Barcelona, com 4,3 mil. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar