Ampliar imagem | Tamanho original
O projeto de um espaço que reivindique a ação humana conjunta, que deixe de lado os interesses individuais para poder tratar das questões de interesse comum, evidencia a necessidade de responder às considerações da ação do encontro. Contar com lugares compartilhados de diversos tipos é fundamental para o desenvolvimento social das comunidades, no entanto, diversas foram as experimentações ao redor do espaço de reunião e dos espaços de serviço que os alimentam. O desenvolvimento desse tipo de encontro é uma tarefa inerente ao arquiteto em seu papel ativo, social e contemporâneo no melhoramento da qualidade de vida. A seguir, explore uma série de projetos que exemplificam tipos de organização arquitetônica em projetos comunitários. + Cubos para a Comunidade em Shanghai / INCLUDED Tal como o projeto Eco Bulevar de Vellecas de Ecossistema Urbano, em numerosos casos as formas de apropriação do espaço frequentemente ficam a azar da atividade das pessoas que o usam. A importância de provocar os espaços em si para a comunidade vai ao encontro dessa exigência espacial e essa necessária flexibilidade espacial.Nesse sentido, a tentativa de criar um espaço acessível, escalável e móvel poderia chegar ao ponto de mover-se com a comunidade no caso desta se ver obrigada a deslocar-se, caso dos recipientes de carga adaptados da INCLUDED, que servem aos migrantes marginalizados de Shanghai. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar