O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Lugar de Partilha: sair da sala de aula e participar da ação

Lugar de Partilha: sair da sala de aula e participar da ação

Lugar de Partilha: sair da sala de aula e participar da ação
Lugar de Partilha: sair da sala de aula e participar da ação, A base do coreto. Image © Casa da Arquitectura
A base do coreto. Image © Casa da Arquitectura

Em uma praça entre quatro prédios no bairro de Campinas, no Porto, 25 alunos de 4 continentes se reúnem com os arquitetos Roberto Cremascoli, Ivo Poças Martins e Nicolò Galeazzi para realizar um laboratório de autoconstrução. Lá, estamos no processo de construir equipamentos que pretendem requalificar aquele espaço, com a intenção de unir os moradores e providenciar espaços de convivência, incentivando projetos como esse a serviço da comunidade, além de repensar nosso papel como estudantes de arquitetura.

Trabalhando nas fundações do banco. Image © Casa da Arquitectura A primeira pedra das fundações do coreto. Image © Casa da Arquitectura Trabalhando nas fundações do coreto. Image © Casa da Arquitectura Trabalhando nas fundações do banco. Image © Casa da Arquitectura + 17

ura com o engenheiro Hélder Sousa B.. Image © Casa da Arquitectura
ura com o engenheiro Hélder Sousa B.. Image © Casa da Arquitectura
Trabalhando nas fundações do coreto. Image © Casa da Arquitectura
Trabalhando nas fundações do coreto. Image © Casa da Arquitectura

Não é nossa premissa resolver algum problema ou intervir de maneira impositiva no bairro, mas sim de encontrar um meio do caminho onde já existiam vontades para evidenciá-las. Quando chegamos à praça, percebemos que haviam caminhos marcados por falhas na grama, onde se faziam passagens frequentes dos moradores. Existia também um círculo queimado no chão ainda com fuligem da última comemoração da festa de São João, onde é uma tradição do bairro fazer uma fogueira naquele local. Em um segundo momento, foi possível perceber crianças brincando em cima de uma mesa de madeira improvisada, em baixo da sombra das árvores. Em seguida, nos unimos para pensar como qualificar o espaço para essas demandas informais.

Trabalhando nas fundações do banco. Image © Casa da Arquitectura
Trabalhando nas fundações do banco. Image © Casa da Arquitectura

Assim surge a proposta de fazer o “bicho”, uma espécie de mobiliário que abrigaria crianças, moradores, animais de estimação e atividades variadas, em uma mesa que vira banco que vira apoio que se estende em 27 metros e se transforma em uma espécie de parquinho. Evidenciar o espaço da fogueira pareceu importante também, fixando ele e integrando com nosso “teatrinho”, uma espécie de coreto, que eleva-se do terreno criando um palquinho desenhado como apoio para celebrações e encontros.

Madeiras da J. Pinto Leitão. Image © Casa da Arquitectura
Madeiras da J. Pinto Leitão. Image © Casa da Arquitectura

Sair da sala de aula e do papel para participar dessa ação de construção conjunta, onde se dividem ideias e trabalho através de dialetos diferentes e visões de mundo distintas é uma oportunidade muito enriquecedora para nós como alunos. Compartilhando conhecimento e modos de se fazer de uma maneira dinâmica e colaborativa faz muita diferença, especialmente quando fazemos parte do processo de construção, abrimos a planta no canteiro e analisamos os materiais, e consequentemente repensamos a estrutura e o desenho que fazemos, uma vez que carregamos as madeiras e cavamos os buracos para as fundações com nossas próprias mãos.

Madeiras para os bancos. Image © Casa da Arquitectura
Madeiras para os bancos. Image © Casa da Arquitectura

Texto por Stephanie Lima (Brasil), participante do Laboratório. 

Retrato dos coordenadores, da esq. para a dir.: Roberto Cremascoli, Ivo Poças Martins e Nicolò Galeazzi. Image © Casa da Arquitectura
Retrato dos coordenadores, da esq. para a dir.: Roberto Cremascoli, Ivo Poças Martins e Nicolò Galeazzi. Image © Casa da Arquitectura

Ver a galeria completa

Cita: Romullo Baratto. "Lugar de Partilha: sair da sala de aula e participar da ação" 07 Ago 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/877191/lugar-de-partilha-sair-da-sala-de-aula-e-participar-da-acao> ISSN 0719-8906