O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Ginásio
  4. Japão
  5. Kenzo Tange
  6. 1964
  7. Clássicos da Arquitetura: Ginásio Nacional Yoyogi / Kenzo Tange

Clássicos da Arquitetura: Ginásio Nacional Yoyogi / Kenzo Tange

Clássicos da Arquitetura: Ginásio Nacional Yoyogi / Kenzo Tange
Clássicos da Arquitetura: Ginásio Nacional Yoyogi / Kenzo Tange, (CC BY-SA 3.0). Image © wikimedia commons
(CC BY-SA 3.0). Image © wikimedia commons

Descrição enviada pela equipe de projeto. Construído para os Jogos Olímpicos de 1964 em Tóquio, o Ginásio Nacional Yoyogi tornou-se um ícone arquitetônico por seu projeto característico. Projetado por Kenzo Tange, um dos arquitetos modernistas mais famosos do Japão, o ginásio é uma mescla da estética modernista ocidental e da arquitetura tradicional japonesa.

Clássicos da Arquitetura: Ginásio Nacional Yoyogi / Kenzo Tange © Flickr User: Jamie Barras © Flickr User: Jamie Barras © wikiarquitectura + 14

© Flickr User: kanegen
© Flickr User: kanegen

O projeto estrutural inovador de Tange cria curvas distorcidas dramáticas que parecem derramar-se suavemente de dois grandes cabos de suporte centrais. Sua cobertura dinâmica e materiais aparentes formam um dos perfis de construção mais icônicos do mundo.

Implantado em um dos maiores parques da região metropolitana de Tóquio, Tange usa o contexto como uma forma de integrar seu edifício à paisagem. As curvas sutis dos cabos estruturais, o vasto plano de cobertura e o embasamentocurvo de concreto parecem emerger do terreno, integrando-se a ele.

© Flickr User: Jamie Barras
© Flickr User: Jamie Barras

O ginásio é o maior de duas arenas para os Jogos Olímpicos de Verão de 1964, ambos desenhados por Tange e empregando princípios estruturais e estética similares.

Implantação
Implantação

O pavilhão menor, com capacidade para aproximadamente 5.300 pessoas, é usado para vários pequenos eventos, enquanto o ginásio nacional foi projetado para ser ocupado por 10.500 pessoas principalmente para as competições olímpicas de natação e mergulho. No entanto, foi capaz de ser transformado em um espaço para acomodar eventos maiores, como basquete e hóquei no gelo.

Planta Baixa
Planta Baixa

Influenciado pelo Pavilhão Philip de Le Corbusier e pelo estádio de hóquei de Eero Saarinen na Universidade de Yale, Tange tornou-se intrigado com as estruturas tensionadas e seus potenciais geométricos e de tração. Semelhante ao desenho de Saarinen para o estádio de hóquei de Yale, Tange emprega uma espinha estrutural central de onde a estrutura e a cobertura se originam. Dois grandes cabos de aço são suportados entre duas torres estruturais além de serem ancorados em suportes de concreto no solo. Os cabos suspensos formam uma estrutura de cobertura semelhante a uma tenda; uma série de cabos pré-tensionados são suspensos dos dois cabos principais que cobrem a estrutura de concreto que cria a base do ginásio e fornece a estrutura necessária para os assentos dentro do estádio.

Corte Transversal
Corte Transversal

O resultado é uma estrutura suspensa simétrica que drapeja elegantemente da coluna vertebral central. As superfícies fluidas fazem com que a estrutura de superfície mínima aparente como um tecido suspenso por dois suportes simples tensionados.

Como a fusão da estética arquitetônica japonesa e o projeto modernista ocidental, o sistema estrutural do ginásio se assemelha a uma concha de caracóis. No entanto, em um sentido mais contextual, o perfil baixo e a forma da cobertura guardam alguma semelhança a um pagode japonês abstraído.

Perspectiva
Perspectiva

Quando a obra foi finalizada, tornou-se o maior vão suspenso coberto no mundo. A forma dinâmica e o expressionismo estrutural fizeram do ginásio uma das obras mais importantes de Kenzo Tange, bem como um ícone arquitetônico progressivo. Hoje, é um dos destinos turísticos mais procurados de Tóquio, enquanto continua a ser um local internacional para esportes e moda.

© Flickr User: Jamie Barras
© Flickr User: Jamie Barras

Nós, arquitetos japoneses, nos nossos esforços em resolver os problemas que enfrentam o Japão moderno, dedicamos muita atenção à tradição japonesa e, no final, chegamos ao ponto que procuro esclarecer para você. Se, entretanto, pode-se detectar um traço de tradição em minhas obras ou naqueles da minha geração, então nossos poderes criativos não foram os melhores, então teremos que nos esforçar para evoluir nossa criatividade. Eu quero, de qualquer forma, que meus edifícios estejam livres do rótulo de "tradicional". -Kenzo Tange

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: Kroll, Andrew. "Clássicos da Arquitetura: Ginásio Nacional Yoyogi / Kenzo Tange" 24 Jul 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/876371/classicos-da-arquitetura-ginasio-nacional-yoyogi-kenzo-tange> ISSN 0719-8906