Ampliar imagem | Tamanho original
A Loja COR está localizada em uma garagem no subsolo de um centro de compras em Brasília. O cliente nos solicitou o projeto para um espaço comercial que teria dois usos principais: uma loja de produtos de pintura especiais de uma marca de tintas e um lugar para exposição das peças do arquiteto e designer Paulo Alves. Além disso, o mesmo espaço deveria ser mantido suficientemente livre de obstáculos e flexível para o ser usado em eventos diversos. Como conectar usos tão distintos em um mesmo lugar? Nos baseamos no trabalho de Paulo Alves e seu gosto pela arte concretista para iniciar o projeto. Vimos ali um elemento importante que poderia conectar as diferentes funções do espaço: o uso da cor. Segundo Theo van Doesburg em seu “Manifesto da Arte Concreta”, de 1930, o Concretismo “não é abstrato, pois nada é mais concreto, mais real, que uma linha, uma cor, uma superfície". Assim como nas intenções expressadas no “Manifesto”, nos interessava explorar a ideia da cor como algo palpável. Estudamos algumas obras dos artistas Felix Varini e George Rousse e sua proposta de construir desenhos que só existem a partir de um ponto específico de observação. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar