Ampliar imagem | Tamanho original
Ferramenta permite verificar se infraestrutura nacional condiz com o crescimento demográfico nas áreas urbanas, bem como comparar o desempenho entre diferentes países. No final da década de 2000, os investimentos em projetos de transporte no Brasil se intensificarem, impulsionados pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e pela  proximidade de da Copa do Mundo FIFA 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016. Em paralelo ocorreram transformações significativas no arcabouço regulatório relacionado à mobilidade urbana com a aprovação da Política Nacional de Mobilidade Urbana (PNMU) em 2012, bem como o avanço nas diretrizes sobre a gestão metropolitana com a lei do Estatuto da Metrópole em 2015. Durante este período o país também experimentou um período de protestos que teve por estopim as condições e custos de transporte público em junho de 2013. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar