Ampliar imagem | Tamanho original
Após a elaboração de algumas alternativas de ocupação para o terreno iniciados em meados de 2013, o programa arquitetônico é revisto e discutido de modo à atender efetivamente os anseios do casal que fazem, hoje, desta obra seu lar e espaço de convívio e visita dos filhos e netos. No fundo do terreno, desde os primeiros diálogos, foi prevista uma área destinada ao galinheiro e pedido que não se utilizasse muros no alinhamento frontal. As premissas para o desenvolvimento da proposta buscam setorizar a transição entre os ambientes sociais e íntimos de forma gradativa, deste modo, o “partido em L” desempenha um papel fundamental na implantação da obra além de possibilitar integração com a paisagem e área externa. Todos os ambientes propostos são dispostos para vista predominante que tem insolação Sul, logo, possibilita-se abertura de panos translúcidos conjugados com venezianas de madeira para fechar os quartos de acordo com a vontade do morador. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar