Ampliar imagem | Tamanho original
Aos 50 anos, o arquiteto britânico Kenneth Frampton lançou um livro fundamental que amarrava o conjunto de sua disciplina. O curioso de sua História crítica da arquitetura moderna, que continua a ser publicada, com traduções para 11 idiomas (foi lançado no Brasil em 1997, com reedição em 2015, pela editora Martins Fontes), é que a solidez de sua análise foi sendo construída ao longo de várias reedições revisadas. Em matéria do jornal espanhol El País, Frampton apresenta uma visão atualizada sobre sua obra, menos eurocêntrica, dedicando atenção à arquitetura da América Latina, África e Ásia. “Deixamos de lado uma grande parte do mundo. Que você não conheça não quer dizer que não exista. [...] É necessária a convicção de que você viu coisas que merecem ser contadas. E a humildade para deixar claro que o que você conta não é nunca a história. É a sua história.” Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar