O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Eventos
  3. O Morar como Patrimônio: percursos paulistanos dos séculos XIX e XX

O Morar como Patrimônio: percursos paulistanos dos séculos XIX e XX

  • 18:30 - 14 Fevereiro, 2017
O Morar como Patrimônio: percursos paulistanos dos séculos XIX e XX
O Morar como Patrimônio: percursos paulistanos dos séculos XIX e XX, Curso "O morar como patrimônio"
Curso "O morar como patrimônio"

Curso do Sesc aborda a moradia na São Paulo dos séculos XIX e XX

A atividade prevê uma aula de campo, na qual serão percorridos espaços do morar paulistano.

O arquiteto e urbanista Fernando Atique ministra o curso O Morar como Patrimônio: percursos paulistanos dos séculos XIX e XX no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc no período de 24 de fevereiro a 31 de março. Em cinco aulas, o curso apresenta uma reflexão sobre a moradia na cidade de São Paulo, entre os séculos XIX e XX, de maneira a permitir o entendimento dos contrastes, das dinâmicas e das opções formais e materiais, verificadas em seu território, assim como a relação entre o desenho da casa na multiplicidade de seus formatos e o desenho da cidade; os papeis do morador e dos projetistas na conformação de domesticidades.

A proposta é permitir uma reflexão sobre o “patrimônio doméstico” paulistano, analisando o que temos preservado por ações oficiais de preservação e por iniciativas espontâneas, abordando benefícios e problemas na preservação.
Na última aula, os alunos percorrem a pé lugares emblemáticos do morar paulistano como a Casa da Dona Yayá, no Bixiga, onde funciona o Centro de Preservação Cultural da USP, passando por casas antigas, edifícios modernos e vilas. E por último uma visita a antiga residência de Felisberto Ranzini, antigo colaborador de Ramos de Azevedo.

Fernando Atique é mestre e doutor em História da Arquitetura pela USP. Pós-Doutor em História pela New York University - NYU, EUA. Docente de História, Espaço e Patrimônio Edificado na UNIFESP. Líder do Grupo de Pesquisa "Cidade, Arquitetura e Preservação em Perspectiva Histórica - CAPPH /UNIFESP". Autor, dentre outros livros, de "Memória Moderna: a trajetória do Edifício Esther" (RiMa/FAPESP), premiado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB, e de "Arquitetura Evanescente: a destruição de edifícios cariocas em perspectiva histórica", pela EDUSP (no prelo).

Sobre o CPF Sesc
Inaugurado em agosto de 2012, o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc é uma unidade do Sesc São Paulo voltada para a produção de conhecimento, formação e difusão e tem o objetivo de estimular ações e desenvolver estudos nos campos cultural e socioeducativo.
Além do Curso Sesc de Gestão Cultural - que visa a qualificação para a gestão cultural de profissionais atuantes no campo das Artes, tanto de instituições públicas como privadas - a unidade proporciona o acesso à cultura de forma ampla, tematicamente, por meio de cursos, palestras, oficinas, bate-papos, debates e encontros nas diversas áreas que compreendem a ação da entidade, como artes plásticas e visuais, ciências sociais, comportamento contemporâneo e cotidiano, filosofia, história, literatura e artes cênicas, voltadas para o público em geral.

O Morar como Patrimônio: percursos paulistanos dos séculos XIX e XX
De 24 de fevereiro a 31 de março de 2017, sextas, das 14h às 18h. Exceto dia 17/3.
Recomendação etária: 16 anos. Número de vagas: 30.
R$ 60,00 (inteira); R$ 30,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública); R$ 18,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes).
Tradução em Libras disponível. Faça sua solicitação com no mínimo dois dias de antecedência da atividade através do e-mail centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br.
Informações e inscrições pelo site (sescsp.org.br/cpf) ou nas unidades do Sesc no Estado de São Paulo.

Centro de Pesquisa e Formação do Sesc
Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar.
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 22h. Sábados, das 9h30 18h30.
Tel: 3254-5600
-----------------------------------------------------------------------
Assessoria de Imprensa: Rita Solimeo Marin – Tel: 3254-5641

Este evento foi enviado por um usuário de ArchDaily. Se você quiser, pode também colaborar utilizando "Enviar um evento". As opiniões expressas nos anúncios enviados pelos usuários archdaily não refletem necessariamente o ponto de vista de ArchDaily.

Cita: "O Morar como Patrimônio: percursos paulistanos dos séculos XIX e XX" 14 Fev 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/805329/o-morar-como-patrimonio-percursos-paulistanos-dos-seculos-xix-e-xx> ISSN 0719-8906