Ampliar imagem | Tamanho original
Entre o eixo hanseático e HafenCityO projeto em Kaispeicher marca um lugar que a maioria das pessoas em Hamburgo conhece mas nunca realmente visitou. Ele converteu-se em um novo centro de vida social, cultural e cotidiana para os habitantes da cidade e para os visitantes de todo o mundo.  É muito comum que um novo centro cultural seja imediatamente associado ao atendimento de uma pequena parcela privilegiada da população. Para fazer da nova Filarmônica uma atração genuinamente pública, é imprescindível proporcionar, não somente uma arquitetura atrativa mas, também, uma atrativa mistura de usos urbanos. O complexo abriga uma sala filarmônica, um salão para música de câmara, restaurantes, bares, um terraço panorâmico com vista para Hamburgo e para o porto, apartamentos, um hotel e estacionamento. Estes usos variados combinam entre si em um edifício como o fazem na própria cidade. E como uma cidade, as duas arquiteturas contraditórias e sobrepostas do Kaispeicher e da Filarmônica garante sequências espaciais empolgantes e variadas: por um lado, a sensação original e arcaica do Kaispeicher, marcada por sua relação com o porto; por outro, o suntuoso e elegante mundo da Filarmônica. No meio existe uma extensa topografia de espaços públicos e privados, todos diferentes em caráter de escala: o grande terraço do  Kaispeicher, que se estende como uma nova praça pública, responde ao mundo interiormente orientado da Filarmônica, construída sobre ele.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar