Ampliar imagem | Tamanho original
Por Nara Grossi Em 1983, o proprietário da livraria Van Damme, de Belo Horizonte, contratou Serpa para o projeto de sua residência. A casa, localizada no bairro das Mangabeiras, foi uma das primeiras da rua, em lote que, na época, não tinha vizinhos construídos. O terreno está localizado aos pés da Serra do Curral [1]: referência geográfica direcionadora do partido arquitetônico. Assim como na maioria de suas propostas, Serpa contou com as divisas como elemento estruturador do projeto: a casa foi implantada junto a uma das divisas laterais e à divisa de fundos, com volumetria curva que liberou parte do lote na busca por estabelecer um diálogo com a Serra. Serpa se apropriou do desnível do terreno para construir uma nova topografia: criou um plano intermediário a partir da cota mais alta do alinhamento da rua, que funcionou como o organizador dos fluxos, da distribuição dos pavimentos e das relações criadas entre exterior e interior. Esse plano configurou o pátio de lazer da casa, construindo um vazio frontal que recebeu o centro irradiador da curva definidora de parte da cobertura. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar