O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Brasil
  5. Garoa
  6. 2014
  7. Casa da Rua Madalena / Garoa

Casa da Rua Madalena / Garoa

  • 05:00 - 23 Setembro, 2016
Casa da Rua Madalena / Garoa

© Pedro Napolitano Prata © Pedro Napolitano Prata © Pedro Napolitano Prata © Pedro Napolitano Prata + 27

  • Autores

    Alexandre Gervásio, Erico Botteselli, Lucas Thomé, Pedro de Bona, Pedro Pereira
  • Projeto Estrutural

    telecki arquitetura de projetos
  • Gerenciamento de Obra

    grupo garoa
  • Construtor

    José Amilton
© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata

Descrição enviada pela equipe de projeto. O terreno de 180 m² é triangular com topografia ascendente, continha uma casa da década de 50 construída com tijolo de barro e um enxerto construído posteriormente que já possui estrutura independente das alvenarias. Do existente, a estrutura era precária, elétrica e hidráulica estavam condenadas, os ambientes pequenos e com pouca iluminação.

Elaboramos três estudo preliminares elencando as seguintes alternativas: Aproveitar o máximo do existente abrindo mão de qualidades espaciais, aproveitar parcialmente o que havia ou demolir tudo e começar do zero. O primeiro não agradou, o baixo orçamento inviabilizava o novo e no fim o meio termo venceu.

Axonométrica
Axonométrica

Tínhamos então estabelecido um procedimento projetual para encarar o sitio: elencar dentro daquilo que já existia o que seria propício manter e então acrescentar um elemento capaz de organizar, dar sentido ao todo.

Planta
Planta
Planta
Planta
Planta
Planta

Sobre manter. Preservamos a projeção do segundo andar, aquilo que correspondia ao bloco com estrutura independente. Ou seja, um bloco de 3 x 7m que quase encosta nas duas faces do lote e o divide em dois. Nele, o pavimento superior abriga quarto e banheiro, enquanto o inferior a sala íntima e a lavanderia.

© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata

Sobre acréscimo. Demos ênfase à lógica do bloco remanescente, ou seja, um volume que ocupa transversalmente o lote e o divide. Nele o pavimento superior abriga o escritório, enquanto o inferior a sala e a cozinha.

© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata

A implantação fica então composta por três pátios intercalados por dois volumes. Um que dá ênfase à convivência e o outro ao isolamento, estar e íntimo. Uma pequena passagem, em dois níveis com vista para o pátio central, conecta os dois volumes.

© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata

O fato de gerenciar a obra e estar presente quando as oportunidades se apresentam tornaram a casa no que ela é. Reaproveitar foi uma questão iminente, afinal tínhamos elementos de duas casas que seriam demolidas:  a do próprio lote em que estávamos e uma antiga morada da cliente que fora vendida para uma construtora.

© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata

Algo da materialidade do antigo continua no novo. As paredes são compostas por uma composição de tijolos de demolição da antiga casa com tijolos novos; o piso do mezanino, tanto estrutura quanto tábuas, são da demolição; os caixilhos madeira tem seu desenho pois são conformados por lâminas de vidros temperados descartados; boa parte dos eletrodutos, louças, metais, vitrôs, guarda roupas, armários, são extratos que quando necessário sofreram operações para se adaptar ao seu novo sítio.

© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata

Ver a galeria completa

Cita: "Casa da Rua Madalena / Garoa" 23 Set 2016. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/795695/casa-da-rua-madalena-grupo-garoa> ISSN 0719-8906