Ampliar imagem | Tamanho original
Sobre uma plataforma, oito volumes são construídos. O significado de cada um dos volumes é reforçado pela repetição, não igual, mas idênticos. Os edifícios têm a mesma distância entre si, repetindo a imagem externa, altura e largura. A variação acontece no seu comprimento e, portanto, na implantação sobre a plataforma. Como objetos abstratos os volumes estão na fronteira da plataforma, liberando uma vasta área no centro. No núcleo da intervenção, a laje da plataforma é cortada para iluminar a praça interna, um nível abaixo, de onde todos os acessos aos escritórios estão localizados. A praça promove a conexão de todas as quatro ruas circundantes. As fachadas expõem um módulo constante, não definido por uma materialidade (concreto ou pedra), mas por uma imaterialidade: alinhamentos de luz que atravessam a partir da parede da galeria para o teto. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar