Ampliar imagem | Tamanho original
Há algumas semanas o Architectural Record publicou sua lista das 300 maiores empresas de arquitetura dos EUA, com base nos ganhos de 2015. No entanto, o que se pode aprender com estes números e com as empresas que as geram? Nesta matéria do ArchSmarter, Michael Kilkelly mergulha nas cifras que tornam estas empresas tão bem sucedidas, fazendo uma comparação dos números em função do tipo e localização da empresa e onde realizam seus projetos.  A conclusão? "Se estivesse abrindo uma empresa hoje e quisesse, em pouco tempo, chegar à lista, gostaria de abrir uma empresa de engenharia e arquitetura na Califórnia, preferencialmente Los Angeles ou Pasadena. Certificaria-me que não mais de um quarto dos ganhos viessem de projetos de arquitetura. Destes projetos, 80% ou mais teriam que ser projetos nacionais. Ao menos, é isso que dizem os números." Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar