O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Eventos
  3. Exposição "Cinema Lascado" reúne obras de Giselle Beiguelman na Caixa Cultural São Paulo

Exposição "Cinema Lascado" reúne obras de Giselle Beiguelman na Caixa Cultural São Paulo

  • 16:30 - 14 Julho, 2016
Exposição "Cinema Lascado" reúne obras de Giselle Beiguelman na Caixa Cultural São Paulo
Exposição "Cinema Lascado" reúne obras de Giselle Beiguelman na Caixa Cultural São Paulo, Cinema Lascado - Minhocão. Image Cortesia de Giselle Beiguelman
Cinema Lascado - Minhocão. Image Cortesia de Giselle Beiguelman

Caixa Cultural São Paulo apresenta, entre 16 de julho e 25 de setembro de 2016, a exposição "Cinema Lascado", que faz um recorte dos últimos 10 anos de produção da artista e pesquisadora Giselle Beiguelman, um dos principais nomes nacionais e internacionais de artemídia. Sob curadoria de Eder Chiodetto, a mostra é composta por vídeo instalações, projeções e 22 imagens inéditas, resultantes de suas pesquisas sobre imagem digital, estéticas da obsolescência tecnológica e paisagens urbanas arruinadas. A entrada é franca e o patrocínio é da Caixa Econômica Federal. 

Utilizando-se de softwares, ferramentas e aparatos eletrônicos de várias gerações, a produção de Giselle Beiguelman problematiza a tecnologia no campo estético. Seus vídeos fazem o espectador viajar pelo tempo entre a “paleoweb” e o pós-cinema, e suas imagens entre o Low-tech e o Hi-tech. São viagens por paisagens urbanas que choram, que explodem, que passam rapidamente pelos olhos e se fixam na memória, que discutem, em paralelo, ainda, o consumo desenfreado de tecnologia e a obsolescência programada.

Paisagens Ruidosas. Image Cortesia de Giselle Beiguelman
Paisagens Ruidosas. Image Cortesia de Giselle Beiguelman

 "Cinema Lascado", obra que dá nome a mostra é um projeto marcado pelo acidente e pela busca de estéticas capazes de dar conta de cicatrizes urbanas provocadas por intervenções públicas na paisagem das cidades. Com uma câmera de vídeo, a artista captou paisagens urbanas devastadas, onde vias elevadas, como o Minhocão, em São Paulo, e a extinta Perimetral, no Rio de Janeiro, produzem fraturas sociais e cicatrizes no tecido urbano e simbólico dessas cidades. Editando os vídeos gravados em HD através de antigos programas de animação de imagem e criação de site, hoje obsoletos, a artista explora as estéticas das ruínas tecnológicas e do ruído do processamento maquínico (Glitch), criando obras que transitam entre e o hi e o low-tec, o acidente e o projeto, a intensidade da cor e a pretensa assepsia dos meios digitais. Apresentadas em formato inédito, as videoinstalações "Cinema Lascado - Minhocão" (2010) e "Cinema Lascado -Perimetral" (2016), permitem o espectador vivenciar escombros e percursos impossíveis, como estar, simultaneamente, em cima e embaixo do Minhocão, ou passear pela Perimetral, ao mesmo tempo em que assiste sua implosão. 

Cinema Lascado -Perimetral. Image Cortesia de Giselle Beiguelman
Cinema Lascado -Perimetral. Image Cortesia de Giselle Beiguelman

A ponte aérea entre São Paulo e Rio de Janeiro é o tema do vídeo "CDH-SDU" gravado com celular durante decolagens e aterrissagens nos aeroportos de (Congonhas, CGH) e Rio de Janeiro (Santos Dumont, SDU). Apesar da paisagem ser reduzida a elementos mínimos informativos, as cores dominantes e o som convertem o movimento em texturas e volumes modulados pela luz, despertando os sentidos do espectador que logo é arrebatado ao trajeto ao reconhecer os áudios de comando das chefes de cabines dos voos. 

A série de vídeos "Fast/Slow Scapes" (2006) foi gravada com alguns dos primeiros modelos de celulares com câmera acoplada, entre 2005 e 2006. São vídeos curtos gravados sempre de dentro de carros, táxis, barcos, trens e ônibus, como diários de viagens de cidades como São Paulo, Belo Horizonte, Berlim, Nova York e mar Egeu (Grécia), que registram experiências nômades mediadas pelo terceiro olho ciborgue da câmera de celular.

CDH-SDU. Image Cortesia de Giselle Beiguelman
CDH-SDU. Image Cortesia de Giselle Beiguelman

Ainda explorando paisagens urbanas e experimentando sua desordem como paradigma essencial para fruição, a série inédita "Paisagens Ruidosas" (2013-2016) investiga estéticas do ruído, em particular o glitch, e os modos pelos quais dialoga com espaços fragmentados e as experiências que temos das fraturas urbanas. 

Em uma homenagem ao cineasta Michalangelo Antonioni e ao filme "Deserto Rosso" (1964), seu primeiro filme fotografado em cores, Giselle exibe em série homônima 12 imagens que através de processos de corrupção de seu código originalregistram a descartabilidade dos equipamentos digitais e as suas relações com as dificuldades de comunicação. 

Sobre Giselle Beiguelman 

Artista e professora da FAUUSP, Giselle é um dos principais nomes internacionais da artemídia. Nos últimos anos, tem se concentrado em uma vigorosa pesquisa poética sobre a imagem e suas transformações. 

Cinema Lascado - Minhocão. Image Cortesia de Giselle Beiguelman
Cinema Lascado - Minhocão. Image Cortesia de Giselle Beiguelman

Sobre Eder Chiodetto 

É um dos principais curadores do Brasil e um dos nomes referenciais do debate e da produção imagética contemporânea. Autor de diversos livros premiados, foi curador de "Geração 00: A Nova Fotografia Brasileira" (Sesc Belenzinho, 2011) e "O Elogio da Vertigem: Coleção Itaú de Fotografia Brasileira" (Maison Europeénne de la Photographie, Paris, 2012), entre outras.

Exposição "Cinema Lascado", de Giselle Beiguelman”

  • Curadoria: Eder Chiodetto
  • Abertura: Sábado16 de julho, às 11h com visita monitorada com o curador Eder Chiodetto
  • Visitação: de 16 de julho a 25 de setembro de 2016 

Palestra com a artista e o curador + lançamento do catálogo

  • Data: 27 de agosto (sábado), às 11h
  • Capacidade: 45 lugares 
  • Entrada franca | Acesso para pessoas com deficiência

Sobre este autor
Romullo Baratto
Autor
Cita: "Exposição "Cinema Lascado" reúne obras de Giselle Beiguelman na Caixa Cultural São Paulo" 14 Jul 2016. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/791323/exposicao-cinema-lascado-reune-obras-de-giselle-beiguelman-na-caixa-cultural-sao-paulo> ISSN 0719-8906