Ampliar imagem | Tamanho original
“A grande tentativa de fazer do Desenho Industrial a força regeneradora de toda a sociedade faliu”. Com essa afirmação, explica o curador Renato Anelli, Lina sinalizava o impasse do design contemporâneo a partir da década de 1960. “As formas geométricas abstratas do design moderno haviam perdido seu significado transformador original, tonando-se simples produtos de consumo descartável. A partir de então Lina deixou de projetar para a produção em série industrial, passando a desenvolver mobiliário com técnicas e materiais simples, vinculado a seus projetos arquitetônicos”, completa Anelli. A exposição “O Impasse do Design: Mobiliário de Lina Bo Bardi: 1959 - 1992" reúne até 31 de julho na Casa de Vidro cerca de 13 peças originais do mobiliário  produzido pela arquiteta, com ênfase nas peças para o Masp, o Museu de Arte Moderna da Bahia e o Sesc Pompeia. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar