Ampliar imagem | Tamanho original
Um grupo de arquitetos e urbanistas foram consultados pelo jornal estadunidense The Wall Street Journal (WSJ) sobre as cidades líderes em inovação urbana através de certos projetos. Nessa oportunidade, entre os peritos consultados estão Edward Glaeser, economista e autor do “O Triunfo das Cidades”, e Douglas Kelbaugh, acadêmico de arquitetura e urbanismo da Universidade de Michigan, que apostaram em cidades de menor tamanho, em vez de megacidades, e que consideram não terem recebido tanta atenção. Apesar do fato de que a lista poderia continuar crescendo, o grupo de especialistas escolheu cinco cidades, incluindo uma latino-americana, que se destacam por ações interessantes que podem inspirar outras cidades, levando em consideração o contexto local. 1. Detroit Eliminar certos pontos que estabelece o zoneamento é o que a cidade está considerando para poder impulsionar o investimento após o colapso de 2014. Assim, seriam entregues as denominadas 'áreas rosas' aos novos empresários que desejam impulsionar um negócio em menos tempo e sem ter de gastar em trâmites burocráticos. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar