Ampliar imagem | Tamanho original
1. Culpa dos arquitetos e incorporadoras?    "É certeza que as separações e os divórcios; a violência familiar, o excesso de canais a cabo, a falta de comunicação, a falta de desejo; a apatia, a depressão, os suicídios; as neuroses, os ataques de pânico, a obesidade, a tensão muscular; a insegurança, a hipocondria; o estresse e o sedentarismo... são culpa dos arquitetos e incorporadores" (Medianeras, 00:03:33) Com essas palavras, o personagem Martín dá início a uma das primeiras reflexões abordadas pelo filme Medianeras: Buenos Aires na área do amor virtual. Uma produção do cinema argentino, dirigida por Gustavo Taretto e com direção de fotografia de Leandro Martínez, o filme é baseado no curta-metragem produzido pelo mesmo em 2002. Narra a história de Martin (Javier Drolas) e Mariana (Pilar López de Ayala), duas pessoas que apesar de dividirem um quarteirão em Buenos Aires, se cruzarem e caminharem pelos mesmos locais, não vivenciam a experiência de um encontro em grande parte do roteiro. Martínez é web designer e acomodado com o seu mundo dentro do apartamento – para ele a internet lhe proporciona tudo o que necessita. Mariana é arquiteta, mas não exerce a profissão. Trabalha como vitrinista e diz que o anonimato a tranquiliza. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar