O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Artigos
  3. O papel da arte urbana no Corredor Cultural da Calle 26 em Bogotá

O papel da arte urbana no Corredor Cultural da Calle 26 em Bogotá

O papel da arte urbana no Corredor Cultural da Calle 26 em Bogotá
O papel da arte urbana no Corredor Cultural da Calle 26 em Bogotá, 20.26 DC, proyecto ganador de una de las becas de intervención artística temporal sobre la calle 26 otorgada por IDARTES.. Image © Ricardo Zokos
20.26 DC, proyecto ganador de una de las becas de intervención artística temporal sobre la calle 26 otorgada por IDARTES.. Image © Ricardo Zokos

Desde 2011 temos visto iniciativas que buscam melhorar a qualidade dos espaços públicos da cidade de Bogotá, Colômbia, através de manifestações culturais que têm sido denominadas "arte urbana".

Após estabelecer as regras que regem estas práticas artísticas, os coletivos artísticos puderam começar a experimentar a cidade não apenas a partir de suas características urbanas, mas também da importância iconográfica de sua imagem. Incorporando o cidadão, estas intervenções artísticas perderam o caráter de vandalismo com o qual eram anteriormente associadas. 

'El beso de los invisibles' en la Calle 26, Bogotá. Image via TuHotelBogota.co via TuHotelBogota.co via TuHotelBogota.co via TuHotelBogota.co + 12

'El beso de los invisibles' en la Calle 26, Bogotá. Image via TuHotelBogota.co
'El beso de los invisibles' en la Calle 26, Bogotá. Image via TuHotelBogota.co

A prefeitura da capital colombiana designou o IDARTES (Instituto Distrital das Artes) e a SDCRD (Secretaria Distrital de Cultura, Recreação e Desporte) como entidades encarregadas de acompanhar estes programas, formulando políticas que inserem este fenômeno artístico na esfera das práticas culturais e pedagógicas, fortalecendo o caráter cívico destas práticas.

via TuHotelBogota.co
via TuHotelBogota.co

Como resultado, o papel do grafiti na arte urbana começou a ter uma participação cívica significativa, indo além de referências visuais que se desprendem das relações espaciais e das pautas urbanas. Deste modo, foram estabelecidos espaços de uso público para a apreciação destas imagens e o fortalecimento de sua função comunicativa; entre estes espaços estão as calçadas, parques e espaços residuais. 

via TuHotelBogota.co
via TuHotelBogota.co

Como maior representante deste processo de "semiotização" da cidade e suas formas de entretenimento urbano, a Prefeitura Municipal criou um Corredor Cultural na Calle 26, que conecta o Aeroporto El Dorado ao centro de Bogotá. A ideia é que esta manifestação plástica traga uma importante contribuição ao espaço público de Bogotá. A revitalização destes espaços cria relações entre pontos estratégicos da capital, buscando desfazer limites culturais, sociais e físicos.

via TuHotelBogota.co
via TuHotelBogota.co

Este projeto metropolitano parte de três pilares que atendem à análise funcional da apropriação da Calle 26 como espaço público estruturante da cidade: a macro escala; os projetos urbanos integrais; e as atividades cívico-culturais. O projeto é coordenado por cinco coletivos artísticos - Bogotá Street Art, M30, 20.26 DC, Vértigo Grafiti e Bicromo - que, seguindo algumas diretrizes, buscam fortalecer a memória urbana, a imagem da cidade e a criação de espaços significativos para a população.

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Cita: Quintero. "O papel da arte urbana no Corredor Cultural da Calle 26 em Bogotá" 30 Mar 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/784515/o-papel-da-arte-urbana-no-corredor-cultural-da-calle-26-em-bogota> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.