Ampliar imagem | Tamanho original
A Gateira é uma aldeia situada numa encosta cultivada com vinhas, pinheiros e oliveiras que dispõe de uma vista privilegiada sobre o extremo Sul da Serra da Estrela. Os clientes - um casal britânico - pretendiam uma segunda casa que lhes proporcionasse espaço, ar livre e silêncio, por contraste com a vida que levam em Londres. A primeira questão: como intervir numa paisagem tão dramática, com um equilíbrio invulgar entre natureza, agricultura e arquitetura popular? A nossa estratégia foi interferir o mínimo possível: entra-se na casa pela cota superior do terreno, através de um muro que evoca as construções em xisto tradicionais da região, e depois desce-se até ao centro da casa - uma sala em 2 níveis. A partir deste espaço, o volume da casa quebra-se e estende-se ao longo da topografia numa distinção subtil mas efetiva entre espaços sociais e espaços íntimos, ou seja, cada espaço está a uma cota diferente e tem acesso direto ao exterior. Podemos dizer que em vez de uma casa na paisagem pensamos numa casa da paisagem, como a construção de um passeio no campo. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar