Ampliar imagem | Tamanho original
Londres é a última cidade a acolher uma das impressionantes esculturas de rede de Janet Echelman. Suspensa a 180 pés (55 metros aproximadamente) sobre Oxford Circus, o cruzamento mais movimentado da cidade, a colorida forma flutuante foi inspirada em 1,8 - "a quantidade de tempo em microsegundos que o dia na terra foi encurtado" como consequência do devastador terremoto e tsunami de 2011 do Japão. "A forma da escultura foi inspirada nos dados das alturas da onda do tsunami que ressonaram em todo o Oceano Pacífico", diz o estúdio. "A obra de arte investiga o conteúdo relacionado às nossas interdependências complexas com maiores ciclos de tempo e nosso mundo físico. A rede da escultura é uma manifestação física da interconexão - quando algum elemento se move, todos os outros são afetados". "Leve e flexível, a escultura foi projetada para viajar para outras cidades em todo o mundo após sua estreia londrina. Ela é construída a partir de fibras técnicas que são 15 vezes mais forte do que o aço em peso e sua cor personalizada combina com a luz colorida programada para criar a arte final." Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar