O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Apartamentos
  4. Austrália
  5. Jackson Clements Burrows
  6. 2014
  7. Upper House / Jackson Clements Burrows

Upper House / Jackson Clements Burrows

Upper House / Jackson Clements Burrows
Upper House / Jackson Clements Burrows, © John Gollings
© John Gollings

© Shannon McGrath © John Gollings © John Gollings © Shannon McGrath + 18

  • Arquitetos

  • Localização

    Upper House, 516-520 Swanston Street, Carlton VIC 3053, Austrália
  • Equipe de Projeto

    Tim Jackson, Jon Clements, Graham Burrows, Chris Manderson, Blair Smith, Simon Topliss
  • Contato

    Tim Jackson
  • Ano do projeto

    2014
  • Fotografias

© John Gollings
© John Gollings

Descrição enviada pela equipe de projeto. O projeto Upper House é um edifício de dezessete pavimentos que consta de cento e dez apartamentos e dois espaços comerciais. O edifício conta com um espaço comunitário como um ponto especial do projeto, reconhecendo que a sustentabilidade é tanto social, quanto meioambiental. 

© John Gollings
© John Gollings

A composição única do corpo do edifício foi concebida através de uma série de gestos de desenho urbano. O primeiro gesto conceitual busca ancorar a parte oeste do envoltório do edifício, o que foi chamado de "linha de continuidade", que existe ao longo da Swanston St. Esta condição de borda define-se, em parte, pelas limitações de um DDO (36 metros) existente e por empreendimentos mais recentes que desafiam os limites de altura especificados por tal restrição (em particular, a reforma de Carton Brewery como parte do Plano Diretor de Melbourne e o Plano Integral de Desenvolvimento de 2007).

© Shannon McGrath
© Shannon McGrath

A porção leste da massa ancora ainda mais o edifício ao longo da rua Queensbury. O volume combinado é fragmentado por uma "ravina" que articula as duas formas separadas. Tal "ravina" proporciona um corredor de ventilação natural, onde os usuários acessam suas residências em um espaço onde proporciona-se um sentido de conexão visual e espacial com o entorno.

© John Gollings
© John Gollings

O embasamento é uma forma sólida de concreto aparente que projeta varandas de aço branco. Junto às ruas Swanston e Queensbury a forma eleva-se acima do nível da rua para introduzir um espaço comercial parcialmente transparente - articulado como um volume protuberante preto. Dentro desse volume, o aço branco projetado relaciona-se aos locais comerciais e o acesso ao lobby, ativando e comprometendo-se com a fachada da rua.

© Shannon McGrath
© Shannon McGrath

A grande importância e o resultado compositivo do projeto ativam-se por meio da revitalização do programa do edifício como um espaço comum no décimo primeiro pavimento. Com uma ruptura física e implícita no edifício, "O observatório" incorpora sala, sala de ginástica e espaço de refeições, o que cria uma tipologia de cobertura jardim. Esse gesto ativa o "skyline" de forma a oferecer comodidades para os residentes e, ao mesmo tempo, a permitir que a parte superior do edifício pareça estar separada da massa de baixo - um lugar onde os ocupantes podem se reunir, descasar, ler, comer e refletir. A cobertura reflete a forma superior, criando reflexos dos jardins e da atividade social, proporcionando um sinal visual ao jardim elevado sobre o nível da rua.

Planta
Planta

A materialidade da forma superior é uma parede-cortina de vidro na cor branca parcialmente translúcida. O acabamento em vidro permite um grau de reflexividade e sugere uma ligeira superfície brilhante que contrasta com a base de concreto fosco. No outro lado das fachadas superiores e inferiores existem varandas distribuídas e janelas que unem as fachadas com uma atrativa qualidade tridimensional, por meio de distintas profundidades em balanço, alternando a colocação das janelas - uma fachada com uma topografia própria.

© Shannon McGrath
© Shannon McGrath

O contraste entre a massa inferior e superior amplifica o sentido de uma ruptura formal e a ideia de um edifício que está flutuando através do horizonte "como uma nuvem". Upper House é um edifício que demonstra claridade na composição urbana e um programa social que se compromete com seu contexto de uma maneira nova e positiva.

© Shannon McGrath
© Shannon McGrath

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Jackson Clements Burrows
Escritório
Cita: "Upper House / Jackson Clements Burrows" [Upper House / Jackson Clements Burrows] 09 Mar 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Brant, Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/782577/upper-house-jackson-clements-burrows> ISSN 0719-8906