O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Artigos
  3. Um passeio virtual pela Case Study House #6 (Omega House) de Richard Neutra

Um passeio virtual pela Case Study House #6 (Omega House) de Richard Neutra

  • 07:00 - 26 Janeiro, 2016
  • por David Tran and Pascal Babey, Archilogic
  • Traduzido por Gabriel Pedrotti
Um passeio virtual pela Case Study House #6 (Omega House) de Richard Neutra
Este artigo de Realidad Virtual é patrocinado por:
A Saint-Gobain não se responsabiliza por, e se isenta expressamente da responsabilidade por danos de qualquer tipo decorrentes do uso, referente a ou dependente de qualquer informação contida neste local. A Saint-Gobain não garante que a informação estará correta, completa ou atualizada ou que não irá infringir qualquer direito autoral ou qualquer outra propriedade de direito intelectual e a Saint-Gobain não endossa qualquer tipo de informação contida neste local. Ainda que o ArchDaily forneça links com outros recursos da internet, incluindo páginas de internet, a Saint-Gobain não se responsabiliza pela precisão ou pelo conteúdo da informação contida nestes locais. Os links do ArchDaily com terceiros não representam uma aprovação da Saint-Gobain destas partes ou de seus produtos ou serviços.

Esta maquete 3D é o mais próximo que se pode chegar da edificação real, uma vez que a Omega House é um das poucas Case Study Houses que nunca foram construídas. Apresentada no programa de Estudos de Caso da revista Arts & Architecture em 1945, apresenta um dos conceitos mais inovadores desta série, algo que você pode explorar agora em seu browser.

O arquiteto, Richard Neutra, era uma celebridade em seu tempo, entre muitos modernistas pregidiados. Neutra nasceu em Viena e chegou aos Estados Unidos já depois dos 30 anos. Trabalhou para Erich Mendelsohn, para Frank Lloyd Wright, e brevemente com Rudolph Schindler. Muitos de seus trabalhos eram residências, estruturas que conseguir transformar em obras muito fotogênicas. Neutra carregava consigo algumas das manias aristocráticas de Mies van der Rohe, temperadas com o igualitarismo animado da costa oeste de Charles e Ray Eames. Estampou a capa da Revista Times aos 40, e pode ser um dos únicos arquitetos proeminentes que construiu uma igreja drive-in. Talvez o mais notável, Ayn Rand escreveu o roteiro de The Fountainhead, (Vontade Indômita, em portugues ), enquanto vivia em uma casa projetada por Neutra.

Richard Neutra na capa de 15 de agosto de 1949 da Revista Time
Richard Neutra na capa de 15 de agosto de 1949 da Revista Time

Em 1945, a Omega House foi uma revelação, uma modesta casa de família virada ao avesso, com uma planta em forma de crucifixo voltada para a iluminada paisagem do Sul da Califórnia. A casa, como a Revista Times uma vez escreveu sobre a arquitetura de Neutra, mistura "linhas claras, conveniências de senso comum, e abertura libertadoras de estilo com tons aconchegantes de uma casa". Em um dos 'braços' da cruz está um espaço de estar de pé direito amplo e com certo caráter demonstrativo para entretenimento da família que se abre para uma grande área externa pavimentada, trazendo a paisagem externa para dentro da casa. No final do segundo 'braço' da cruz está um quarto para o casal, e então um espaço fechado para os quartos das crianças (acessível pelo jardim pelo cubículo do chuveiro!). O 'braço' final contém a cozinha e os espaços para jantares informais. A planta permitiu uma pequena casa expressar divisões sofisticadas entre público e privado, adultos e crianças, dia e noite, atividades e descanso.

Cortesia de Archilogic
Cortesia de Archilogic

E os clientes? Bom, eles era imaginários. Ao projetar a Opera House, Neutra inventou um pequeno brief que o permitiu apresentar o modelo ideal como uma possibilidade realística. Neste sonho americano, o Sr e Sra Omega já passaram da sua primeira década matrimonial, e o fizeram muito bem. A senhora Omega se descreve como uma dona de casa com particular interesse artístico e musical; eles possuem três filhos, duas filhas e um rapaz mais velho. Querem uma casa que equilibre sua vida, missão cumprida de Neutra.

Um passeio virtual pela Case Study House #6 (Omega House) de Richard Neutra, Cortesia de Archilogic
Cortesia de Archilogic

No artigo que celebra Neutra de 1949, a Revista Times adverte seus leitores, "aprenda a falar com conhecimento de causa sobre termos arquitetônicos". A sugestão teria agradado Neutra. Ele não cresceu em Viena à toa: amigo de Ernst, o filho de Freud, Neutra tinha visões muito desenvolvidas do relacionamento entre uma casa e a família que a habita: 

"O 'grupo familiar', pequeno ou grande, unidos por laços de relações genéticas mais próximas, frequentemente também portatores das sementes sadias do desenvolvimento centrifugal e antagonismo interno, foi estudado por psicólogos como um elemento básico da humanidade. A concha do caramujo, o ninho do pássaro, a colmeia da vespa, o formigueiro - todos, construídos de maneira reflexiva, se tornam o entorno físico imediato destes animais e não são menos importantes para eles que é uma construir uma casa para uma família. Com este ambiente, nossos 'buscadores de alma' se preocuparam injustificadamente muito menos do que com relações conjugais ou aqueles entre pais e filhos. Lembro-me bem como Professor Freud costumava sorrir para a minha afirmação de que a arquitetura de habitação, o impacto diário e noturno do meio físico, decisivamente levanta respostas condicionadas ". [1]

Cortesia de Archilogic
Cortesia de Archilogic

Neutra também era seguidor de Otto Rank, cujo livro de 1923 O Trauma do Nascimento (The Trauma of Birth, em inglês) defendia que o problema definitivo na existência humana - o protótipo de todo o sofrimento - era a dor de ter nascido. Rank tinha sido uma figura importante no movimento psicanalítico até a teoria do trauma do nascimento. Seus colegas decidiram que era ridículo, e ele foi mais ou menos expulsos do movimento. Neutra, no entanto, levou a hipótese de trauma do nascimento muito a sério, e seus edifícios refletiam sobre a psicanálise. Neutra utilizava técnicas psicanalíticas para estudar seus clientes e suas necessidades, e persuadi-los a construir suas estruturas. Como relatou Time, Neutra foi conhecido por fazer todos os membros de uma família de clientes redigirem diários descrevendo cada coisa que eles fizeram por uma semana. Neutra tinha interesse especial nas agendas das esposas de seus clientes. Esta foi uma estratégia calculada para fazê-los cairem de amores por ele. Ao mostrar mais interesse em suas vidas do que ninguém jamais teve antes - achando-os mais interessantes, de fato, que eles próprios acabavam se acreditando mais interessantes - ele montava um cenário perfeito para o que os psicanalistas chamam de transferência, o momento em que o paciente se apaixona com o médico. Não é preciso dizer que, com sua aversão para a manipulação e psicanálise, Ayn Rand o teria odiado por isso.

Mas isso não era tudo. Neutra projetou edifícios como se estivesse fazendo psicanálise. Como escreveu uma vez sobre si mesmo na Art & Architecture: "eles contam histórias de como se projeta sem um lápis, concebendo-os enquanto se está deitado no sofá". Acreditava que seus edifício, como Sylvia Lavin escreve em seu livro Forma Segue Libido (2004), como tratamentos terapêuticos. Graças à passagem dos interiores para o exterior, a casa era um micro-reencenamento do trauma do nascimento, teria de ser feita de forma graciosa, facilitando a passagem dos moradores para dentro e para fora da casa. Enquanto as janelas em fita de Le Corbusier mantinham a paisagem ao longe,  equiparando-a com o horizonte, as grandes placas de vidro de Neutra eram soldados nos interiores e exteriores em um único conjunto. Como alternativa, como viriam a descrevê-lo mais tade, cada espaço de estar deve ser "um útero com uma vista."

Cortesia de Archilogic
Cortesia de Archilogic

De maneira pouco diferente, as plantas baixas das casas de Neutra são construídas quase como diagramas das neuroses de clientes. Portanto o que mais então, este modelo trai o destino do Omegas? Bem, isso mostra como a inclinação do telhado torna espaços de estar dos adultos grande, mesmo enquanto ele mantém quartos das crianças fechado e seguro. Ele também mostra quão significativas as áreas ao ar livre são. O espaço aberto para o esporte era para ser separado do pátio de cozinhar por uma piscina. Neutra gostava de churrascos com grande seriedade. Isto não era apenas sobre cozinhar ao ar livre e um alcoolismo sociável, mas sobre a caça e o sacrifício: uma espécie de forja primitivista para forjar sanduíches de linguiça, um lugar onde os pais poderiam acalmar a ansiedade-de-castração de seus filhos, oferecendo-lhes grandes pedaços de carne cortada. A piscina infantil era para bronzeamento sociais, em que a mãe não seria apenas uma mãe, mas uma estrela em um drama edipiano infinitas. O que é particularmente estranho sobre casas de Neutra é que, por todo o seu cuidado com as transições espaciais e limiares, não há caminho para uma transição para a vida adulta ser sediada nestas casas. Crianças são mantidas em um mundo pequeno, com pé direito baixo, de quartos comunicantes. A casa trai um terror da adolescência. Neutra, com sua obsessão com trauma do nascimento, talvez tivesse perdido o real assassino da família americana perfeita: a puberdade.

Não deixe de ver os outros modelos digitais de Archilogic publicados no ArchDaily:

Cortesia de Archilogic
Cortesia de Archilogic

Referências

  1. Neutra, Richard Joseph. Life and human habitat: Mensch und Wohnen (1956) p.20

Sobre este autor
Cita: David Tran and Pascal Babey, Archilogic. "Um passeio virtual pela Case Study House #6 (Omega House) de Richard Neutra" [A Virtual Look Into Richard Neutra's Unbuilt Case Study House #6, The Omega House] 26 Jan 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/780860/um-passeio-virtual-pela-case-study-house-number-6-the-omega-house-de-richard-neutra> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.