Ampliar imagem | Tamanho original
Tanto o  projeto, quanto a construção de uma casa própria apresenta-se sempre como um desafio muito pessoal, cujo objetivo hedonista quase obriga que a peça arquitetônica constitua um mostruário do pensamento ou amostra do conhecimento do arquiteto. A grande amizade, a partir dos anos de formação, com Solano Benitez, Alberto Marinoni e os arquitetos do Gabinete de Arquitectura, marcaram minha produção de tal forma que considero este projeto uma oportunidade de conceber uma experiência vital, compartilhando ideias, experimentando um cenário de reciprocidade ao qual estamos acostumados. Toda esta situação foi reforçada por meu pai, Guillermo, quem facilitou a construção das ideias, fornecendo sua experiência no ramo construtivo e sua abertura à vanguarda (especialmente por sua estreita relação com Pindu em outras épocas), que faz dele um vínculo esclarecedor entre pensamento e produção. Já citados os protagonistas, a explicação da casa pode ser contada através do relato de como ela se situa e se constrói. Cito estes dois últimos aspectos, já que o trabalho sempre teve algo relacional e sensível. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar