Ampliar imagem | Tamanho original
O Palácio de San Telmo, fora do centro histórico da cidade e integrado à paisagem do rio Guadalquivir, constitui-se num dos edifícios civis mais marcantes da arquitetura barroca espanhola. Construído entre 1682 e 1796 para o Seminário-Escola da Universidade de Mariners, foi transformado como a residência dos duques de Montpensier na segunda metade do século XIX.  Transferido para a Igreja para o uso como um Seminário Metropolitano, esteve em uso até os anos finais do século XX. Este período foi considerada o mais prejudicial ao patrimônio de San Telmo; isso implicou não só na demolição do interior, mas a transformação dos edifícios, da configuração formal e tipologias. Em 1989 foi adquirido pelo governo regional da Andaluzia para ser sua sede presidencial. A proposta oferece uma intervenção que, pela primeira vez na sua história, abrange a totalidade do edifício. A intervenção é, portanto, um complexo processo de somas e superposições, de atos de restauração, reabilitação, reconstrução e construções novas. Daí a conveniência de definir como "restauração" um conjunto de múltiplas operações realizadas no edifício. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar