Ampliar imagem | Tamanho original
Na reforma desta casa da década de 40, a cliente, uma mulher solteira, queria um espaço mais livre e fluido, assim, quase todas as paredes internas do primeiro andar foram removidas. Para se fazer isso, sem ter de incluir nenhum apoio adicional sob a laje, foi executada uma viga de concreto acima do forro do segundo andar (sob o telhado). Dessa forma, parte da estrutura do primeiro pavimento passou a ser sutentada por essa viga por meio de tirantes embutidos na alvenaria externa. Essa intervenção estrutural também permitiu criar uma grande abertura na fachada posterior. Através de portas de correr embutidas na alvenaria abre-se todo o jardim para a área de estar e jantar da residência. O local da antiga cozinha foi incorporado à sala de estar. A nova cozinha passou a ocupar o recuo lateral. Coberta por uma cobertura de vidro, com ripas de madeira aplicadas, para diminuir a incidência do sol, a cozinha abre-se para o estar por meio de uma grande porta de correr. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar