Ampliar imagem | Tamanho original
Em sua implantação a casa repousa ao fim de um platô conformado em meio à paisagem acidentada Serra da Mantiqueira, em Minas Gerais.  Um muro de concreto ciclópico delimita os contornos desse patamar. A disposição no terreno organiza sua ocupação, garantindo de um lado um jardim mais resguardado e de outro reserva a imensidão do panorama de mar de morros. A casa desenha-se em dois blocos volumetricamente diferenciados e funcionalmente demarcados: estar, sala de jantar, cozinha e convívio no primeiro volume e os quartos no segundo. Os volumes são alinhados e dispostos linearmente segundo um eixo longitudinal, interligados por um passadiço de vidro. Essa articulação se apóia sobre pequenas sutilezas: ao mesmo tempo interliga e distancia ambientes íntimos e sociais. Da mesma maneira, os dois blocos espraiam-se para o centro do tabuleiro através de alpendre e varanda, revelando-se de forma distinta ao jardim externo. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar